segunda-feira, 10 de junho de 2019

A Glória Eterna da Lata de Lixo da História

Chiquinha Gonzaga, Heroína Nacional

O Rei, o mais medíocre que já tivemos desde 1927 rivalizava em brilho apenas com a Rodovia Washington Luiz e com Fulgêncio Batista.

O Soberano, outrora um jovem idealista que acreditou que se não seguisse a carreira de contador de coliformes fecais até que daria um bom advogado, trocou seu idealismo e seus sonhos de juventude por um doce bradando a célebre frase que o imortalizou às margens do Riacho da Mãe Joana: Viva o Sorvete Dagen Hausss!!!

O Rei havia mandado às favas os escrúpulos, a pátria, a constituição e até aquele menino, chato como todo filho de velho, e que cismava que tinha direito a um Ministério no reino da Uberlíndia.

Tudo ia bem para o rei até que nuvens sombrias se abateram sobre ele e seu poder: uma conspiração. Foi denunciado no WhatsApp, já que o WhatsApp era a Instância Máxima no Reino da Uberlíndia. Fora denunciado por receber propinas na construção de ancoradouros para caravelas e barcos voadores provenientes da Grande Nave Mãe ancorada ao lado do Reino da Uberlindia e comandada por um panaca de cabelos cor de cenoura cujo único mote na vida era:" - Vou bombardear a Coreia do Norte e vou invadir a Venezuela."
E o panaca enquanto dizia isto apalpava bundinhas no salão oval que tinha justamente este nome de oval porque era lá que ele contemplava seus ovos, ovinhos tão minúsculos, mais minúsculos que rabanetes orgânicos.

O Rei Eustáquio III, este era um de seus nomes, ele tinha vários nomes, um deles era Batman, ele ganhou este nome quando num jantar vegano ele irritou-se e saiu, transformou-se num morcego gigantesco e saiu batendo asas.

Mas como eu ia dizendo, o Rei não se importava muito com aquela denúncia pois afinal fora publicada no WhatsApp, e o WhatsApp que era a única instância de justiça do Reino é cheio de fake News e aquela poderia ser mais uma, sendo ao final esclarecido que o Rei era honesto, justo, maravilhoso, e que tudo não passou de um engano. E que ele foi, é e continua sendo a pessoa mais honesta jamais posta sobre a face da Terra, à exceção superado apenas pelo Marquês Adelmário de Barros, e pelo Duque Saulo Paluf, por coincidência ambos provenientes da mesma província do Reino: o Tucanistão.

-É tudo fake News! Tudo fake News! Bradava ele enquanto cortava a garganta de um bode preto durante uma missa satanista.

Mas eis que de repente, não mais que de repente, a las cinco en punto de la tarde, sem mais, sem quê nem para quê denunciaram o Delfin, logo o Delfin o primogênito, o herdeiro, o sucessor, o Delfin!

Estavam chegando muito perto de tudo. O Delfin, tão fofinho, que a gente não conseguia olhar para ele sem imaginar um saco de bacon.
O Rei grunhia desesperado:

- Em que tempos estamos?

E dizia isto enquanto lavava o rosto com óleo de peroba.

- Não há mais qualquer respeito a qualquer cidadão de bem. Cidadão de bem! Homens de Bem, como eu e Delfin, estamos à mercê de conspirações baratas. Sim! Porque isto contra mim e contra o Delfin não passa de uma conspiração barata para destruir a Família, a Pátria e a Propriedade Privada, sobretudo a minha propriedade privada.

Aí o o Rei mandou chamar imediatamente o seu Ministro da Educação que tinha cara de padeiro do interior e que por questões humanas tinha por pretensão ser o Inquisidor Mor da Avenida Boa Vista na bela recife. O Rei deu a ordem:

-Prenda todos os reitores do reino, Todos os reitores e professore, queime-os!

Essa ordem dada, vale dizer, não tinha nada a ver com a conspiração que envolvia ele e o Delfin, mas ele não se apercebia. Todos no reino sabiam que ele fumara estragado quando fora a um piquenique em Paquetá e tentou estuprar a Chiquinha Gonzaga que quando se viu assediada por um morcego deu-lhe uma guarda-chuvada na cabeça enquanto cantava: " _ ô Abre Alas que eu quero passar!"

A porrada na cabeça fora tão grande que ele nunca mais se recuperara passando então a ser denominado de Dona Maria II, a Louca, entrando assim, de vez, para a Glória Eterna da Lata de Lixo da História!

Por Bemvindo Sequeira

Colaboraram: Bemvindo Sequeira; blogdobemvindo.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.