segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Humor Exige Ética

Observe a ética dos clowns e aprenda com eles.

Ética no humor? Existe sim. Muito embora nos dias de hoje diversos arrivistas do humor tentem negá-la, ela existe sim.

Por ser o humor uma arte a falta de ética manifesta-se sempre que ocorre o mau gosto na piada, no chiste, na charge ou na anedota.

Mas o que é o mau gosto para uns pode não ser para outros, pode-se argumentar. Claro sempre haverá quem discorde. É natural a divergência. Mas tomemos como mau gosto aquilo que o senso comum da sociedade condena e declara como de mau gosto, como por exemplo uma senhora que de boa vontade oferece o leite materno para alimentar dezenas de crianças, sendo chamada em veículo público de vaca leiteira, para que o humorista consiga alguns risos, é - no senso comum - de mau gosto. Logo, antiético.

Não precisa ser doutor em ética pra saber quando ela é rompida. Humoristas grosseiros, sem formação, parecem desconhecer o dito: “É lícito? É. É ético, não! ”. Em nome da licitude, por exemplo, nossos políticos em sua maioria incorrem em atos antiéticos que causam repulsa ao senso comum. Neste nome também muitos comediantes pagam mico achando que estão fazendo bonito, quando estão apenas alimentando perversões e maldades em lugar da Graça.

Ética existe sim. Vem acompanhada do bom gosto, da elegância e da harmonia. Sem essas três qualidades não temos humor, sequer graça. Só desgraça.

Por Bemvindo Sequeira

Colaboraram: Bemvindo Sequeira; blogdobemvindo.blogspot.com.br
Foto: Clown Bar by Suzy Sadler

Um comentário:

  1. Em tudo deve existir ética. No humor também… Um excelente texto.
    Uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.