segunda-feira, 2 de julho de 2018

Você Tem Generosidade


É curioso: a noite passada fiquei deitado olhando pro teto e tentando me lembrar qual foi meu primeiro ato de generosidade. Não consegui lembrar. Então resolvi lembrar-me do meu mais recente ato de generosidade. Também não consegui lembrar.

Significaria isto que eu não sou generoso? Que nunca o fui? Pode ser. Mas pode ser também que a generosidade em mim seja tão normal quanto respirar e por isso não me recordo de quantas vezes respirei no último minuto, por exemplo.

Nós, humanos, nunca fomos santos. Ao contrário, a História da Humanidade está repleta de maldades e perversões. Neste século então...parece que a Babilônia Maldita se tornou o nome do planeta. Campeia o egoísmo, o individualismo, o “meu pirão primeiro”.

Neste fim de semana continuarei tentando lembrar meus gestos de generosidade, os recentes e os antigos. Convido você que me lê a fazer o mesmo, e juntos sermos sempre mais e mais generosos, mesmo que não consigamos lembrar depois.

Por Bemvindo Sequeira

Colaboraram: Bemvindo Sequeira; blogdobemvindo.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.