segunda-feira, 30 de abril de 2018

Experimente Ficar Calado alguns Minutos por Dia

O ator Mel Gibson em silêncio numa das cenas do filme "Hamlet"

Ontem à tarde teve lugar uma festa no play do prédio ao lado. Moro no 12º andar, pois as pessoas da festa falavam tão alto e todos ao mesmo tempo, que a balbúrdia que começou às 17h seguiu por horas até 23h. Não sei como elas se escutavam, nem sequer se estavam interessadas em se escutarem, ou apenas interessadas em gritar e esgotar suas energias e hormônios nos berros. Crei que depois seguem todas para suas casas, canadas, exuastas, mas felizes por terem gritado tanto. (Risos).

Foi aí que lembrei-me de Shakespeare:

“O resto é silêncio”. Estas são as últimas palavras de Hamlet ao morrer na tragédia.

Use estas palavras não para morrer, mas para começar uma nova vida. Aprenda com o "resto" deixado por Hamlet: o Silêncio. Este "resto" é tudo.

Há dentro de cada um de nós uma voz que nos fala. A voz do nosso Eu interior. A chamada voz da consciência. Eu até me arriscaria a chama-la de voz da inconsciência. Porque a da consciência sempre se expressa por palavras. Não fica em silêncio.

Experimente ficar calado, em profundo silêncio ao menos alguns minutos por dia. Você verá como isso lhe trará pacificação. No Silêncio podemos sentir a pulsação da vida. A gente sente isto ainda mais claramente sentados em silêncio sob uma árvore, num lugar como um parque, um horto, um jardim.

Para o seu próprio conhecimento, curta o silêncio.

Muitas vezes falamos tanto que não só não ouvimos as pessoas próximas: não ouvimos a nós mesmos.

Relembro o dito popular: "Falar é prata, calar é ouro."

Mas não pratique isto em festas de fim de semana em playgrounds. Você será a pessoa mais antisocial do convescote. (risos)

Escrito Por Bemvindo Sequeira

Colaboraram: Bemvindo Sequeira; blogdobemvindo.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.