quinta-feira, 6 de abril de 2017

A Incapacidade de Amar

Abra o tesouro do seu coração

Não tenho grandes conhecimentos teológicos, então em época de “Os Dez Mandamentos” fui ao Google procurar pelo mandamento que diz “Amarás o Senhor Teu Deus”. E qual não foi minha surpresa ao descobrir que estes dois mandamentos não fazem parte das tábuas da Lei mosaica, mas são do Cristo Jesus.

Por favor, este não é um post religioso, busquei este Mandamento para justificar um artigo sobre o amor. E, mais uma vez surpreso: o Cristo Jesus dá continuidade falando exatamente de um segundo mandamento que diz “...E Amarás ao teu próximo como a ti mesmo”.

O objetivo deste post de hoje é observar a pessoa que vive mendigando amor, vive se queixando de que não é amada, que não encontra ninguém, que ninguém a quer.

E essa pessoa por acaso ama? Sabe amar? Dispõe-se a amar? Abre seu coração ao outro? Ou deseja - por carência afetiva absoluta - amor incondicional apenas para si? É bom que ela saiba que só será amada se primeiro se dispuser a amar.

O ser humano não é como um cachorro. Por isso às vezes é mais comum ver uma pessoa dizendo: amo meu cachorro, ele me é fiel e me ama incondicionalmente.

O ser humano é um mamífero mais complexo. E se você que me lê não consegue amar teu próximo talvez seja melhor continuar com seu cachorro. Ele estará sempre 24 horas por dia à sua disposição, será exclusivamente seu, e exclusivamente lhe dará toda a atenção que sua carência exige. Mas será sempre um cachorro.

Porque amor mesmo, amor de gente, esse tal amor que cantam os poetas e seresteiros, esse só vai acontecer quando você abrir o tesouro amoroso que traz fechado em seu coração. Pede por amor e nem percebe a riqueza que carrega dentro de seu peito. Ame!!! Distribua amor e receberás medidas de amor, cheias, calcadas e recalcadas.

Escrito Por Bemvindo Sequeira

Colaboraram: Bemvindo Sequeira; entretenimento.r7.com;

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.