segunda-feira, 18 de julho de 2016

Amo a Poesia de Maiakovsky

O Jovem Maiakovsky (1893/1930)

“Hoje executarei meus versos na flauta de minhas próprias vértebras”.

Este é um dos versos que mais amo da poesia de Maiakosvsky. Outro que também sempre relembro: “Em mim a anatomia ficou louca: sou todo coração.”.

Maiakovski foi levado ao suicídio na data de hoje em 1930, uma das causas entre muitas outras foi o sistema de opressão de Josef Stalin, o” Paizinho” georgiano responsável pela morte de milhões d e pessoas.

O então comissário Molotov, do Partido Comunista, pressionava Maiakosvsky e exigia sobretudo uma arte mais simplista, mais de acordo com o “realismo socialista”, o que para o gênio de Vladimir Maiakovski era uma estupidez.

Há inclusive a possibilidade de não ter suicidado e sim ter sido morto pelos serviços de inteligência da repressão bolchevique.

De toda forma, por mais que a História oficial tente apaga-lo do Mundo, os amantes da poesia revolvem sempre o passado e perguntam por ele, como ele mesmo disse num de seus versos.

“Caros camaradas futuros, revolvendo a merda fóssil de agora perscrutando estes dias escuros talvez pergunteis por mim...”.

Escrito Por Bemvindo Sequeira

Colaboraram: Bemvindo Sequeira; entretenimento.r7.com;

Um comentário:

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.