segunda-feira, 9 de maio de 2016

“A Boca Fala do Que o Coração Está Cheio”


Acredito na existência de um plano espiritual além da matéria. Ao tempo em que afirmo a impossibilidade compreendermos o mistério divino.

Querer conhecer a Deus e compreendê-lo pertence ao mecanismo de através do conhecimento, deter informação e com ela exercer poder sobre o objeto ou sujeito em foco.

Querer conhecer a Deus leva ao perigoso terreno de querer determinar suas ações. Impossível. Penso que a Divindade é mistério para se sentir e não par4a se conhecer e dominar.

Também, neste raciocínio, sinto que há no Universo forças negativas e positivas, o tal do Bem e o Mal, que Sartre disse certa vez que era “tudo igual”.

Não creio no que Sartre disse. Creio que há uma luta invisível, de poderes invisíveis em torno de nós que nos influenciam em nossos atos cotidianos. A escolha é nossa de que lado queremos estar.

Vou dar um exemplo: há pessoas que por suas bocas só passam palavras más, de inveja e depreciação. Palavras e pensamentos expressos em palavras e atos que denigrem, enxovalham depreciam, humilham, ofendem e agridem tudo e todos em volta.

E nem precisam ser palavras de baixo calão. São formas amargas de expressar os amargos e malévolos sentimentos que trazem em si. “A Boca fala do que o coração está cheio”.

São pessoas infelizes e que tentam espalhar infelicidade à sua volta. Não tenham piedade desse tipo de pessoas, tenham piedade de vocês mesmos e fujam do convívio com estas almas envenenadas. O veneno delas é letal para a alma.

Escrito Por Bemvindo Sequeira

Colaboraram: Bemvindo Sequeira; entretenimento.r7.com;

Um comentário:

  1. A escolha é sempre nossa, digam o que disserem. Pensem o que pensarem...
    Beijos.

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.