segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Oliver Hardy, o Gordo do Magro


"O Glorioso e o Forte "seria a tradução ao pé da letra de Laurel and Hardy. Que no Brasil ficaram conhecidos como o "Gordo e o Magro".

Na tradução perde-se a ironia dos nomes: nem Stan era glorioso (ao contrário) nem Oliver era forte ( apenas obeso).

Mas fato é que marcaram a cinematografia mundial por mais de 50 anos e marcaram , ainda marcam, gerações e erações de espetadores. De crianças a adultos.

Oliver Hardy, que seria o Forte Oliveira, era o sofredor com as trapalhadas de Stan Laurel, nome derivado de Stanley que significa ousadia, espirito comnpetitivo, liderança laureada (risos). Ou seja a ironia completa conhecendo o biotipo das personagens.

Hoje é dia de abordarmos Oliver Hardy. Nascido no século 19, mais precisamente em 1892 . O nome Oliver ele herda do pai, combatente Confederado na guerra de Secessão dos EEUU (1862)

Em 1914, fez seu primeiro filme. Em 1915, Hardy já fizera 50 filmes curtos para a Lubin Studios. Trabalhou com Charlie Chaplin e com a atriz de comédias Ethel Burton Palmer, durante esse tempo.

Trabalhou depois , em 1917, em The Lucky Dog, onde estrelava um jovem ator britânico chamado Stan Laurel . Foi a primeira vez que Laurel e Hardy trabalharam juntos.

Entre 1918 e 1923, Oliver Hardy fez mais de 40 filmes.

Em 1919, separou-se de sua esposa, e em 1921, casou com a atriz Myrtle Reeves. O casamento não foi feliz, e Hardy eventualmente começou a beber.

Foi apenas em 1927 que Laurel e Hardy apareceram juntos. O diretor supervisor do Roach Studios, observou em uma apresentação a reação da platéia, e começou a colocá-los juntos, criando assim a mais famosa dupla de humoristas da história do cinema.

Em maio de 1954, Hardy, que muito fumava e bebia, além do excesso de peso teve um infarto do miocárdio; e no ano seguinte Hardy teve um AVC. Em 7 de agosto de 1957, Oliver Hardy morreu, aos 65 anos.

Extremamente abatido e inconformado com a morte do melhor amigo, Laurel não teve estrutura emocional para comparecer ao seu funeral.

Stan nunca mais atuou em nenhum filme ou mesmo episódio de série após a morte de Oliver.

Dizia que não suportaria entrar em um set de filmagem sabendo que nunca mais veria o seu amigo de mais de três décadas no ambiente onde atuaram juntos por tantos anos.

Ele, assim, passou a apenas escrever roteiros para comédias, sem jamais voltar a aparecer diante das câmeras.

Terminava assim a dupla "O Gordo e Magro" que hoje é um clássico da cinematografia mundial.

Escrito Por Bemvindo Sequeira

Colaboraram: Bemvindo Sequeira; entretenimento.r7.com;

2 comentários:

  1. Nós dizíamos o "Bucha e o Estica"...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. O Gordo e o Magro fazem parte de minha memória afetiva, de uma infância distante...belo post.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.