segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Frango Frito ou Fried Chicken? Que Língua Falamos?

A colonização cultural do Brasil através da língua é motivo de preocupação e indignação de muitas pessoas, públicas ou não.

Chega ao ponto de criarem um lema: "Halloween é o cacete!Viva a Cultura Nacional". Mas o que é cultura nacional? O samba (Angola) a literatura, e o teatro? Gregos. A Festa do Divino (Portuguesa). A Congada (africana). O Carnaval? Veneziano.

Qual a demarcação clara entre o que é genuinamente nacional e o que é a nossa adequação ao Mundo?

Nossa língua português brasileira é repleta de estrangeirismos.

Sem falarmos em todos os vocábulos africanos e indígenas que herdamos, ainda há os romanos, os franceses, e agora mais que nunca os ingleses , ou "americanos".

A vantagem , já dizia Oswald de Andrade é que somos antropofágicos.

E até nos nomes próprios devoramos e regurgitamos em língua pátria:

Máique (Mike) Máicon (Mycon) Uóchintom (Washington) Uélintom (Wellington) Raiana (Ryanna) Deivisson (Davidson) e por aí vai.

As palavras estrangeiras vão se adequando à língua. Imaginem se ainda chamássemos "Restaurante" de "Casa de Pasto"?

Até Raminegues eu já vi estrito em lanchonete.(Ham and Eggs).

Acho que nem adianta brigar por isso.

Alface vem do árabe; Estádio vem do latim antigo; Diálogo, é grega; Executivo, vem do inglês;Fanfarrão vem do espanhol; Faniquito vem do árabe...Judô é japonesa...Mandioca é Tupi...Pra não citar o Futebol e o Basquete.

A questão é confiar no nosso povo. Ele é quem faz a língua. E o faz sabiamente.

Uma língua que não se renova é língua fadada a desaparecer.

Pior que a adulteração da língua é a pobreza cultural em que vivemos hoje.

Em tempos de globalização e cultura de massas a coisa engrossa ainda mais.

Perguntei à uma aluna adolescente se ela sabia quem tinha sido Trotsky. Ela disse:

- "Quem?"

Aí mostrei a foto dele pra ela.


E ela respondeu na hora:

- "Ah, sei... é o velhinho do Fried Chicken".


Escrito Por Bemvindo Sequeira

Colaboraram: Bemvindo Sequeira; entretenimento.r7.com;