segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Gaúcho Também Faz Samba e dos Bons – Lupicínio


"Esses moços, pobres moços, ah se soubessem o que eu sei..."

Esses versos cantados na modernidade por Caetano Veloso são da autoria do gaúcho Lupicínio Rodrigues.

Lupi, como o chamavam os amigos mais chegados foi o inventor do samba ``dor de cotovelo``, que se refere à prática de quem crava os cotovelos em um balcão ou mesa de bar, pede um uísque duplo, e chora pela perda da pessoa amada.

Pra quem acha que no Sul so' tem ``alemão`` Lupicínio gaúcho e negro.

Lupicínio foi um dos primeiros negros a invocar a Lei Afonso Arinos assinada por Getúlio Vargas nem 1951 contra a discriminação racial.

Certa vez - ele que também fora dono de restaurantes e bares - quis jantar num restaurante de um português. O garçom veio lhe dizer que por ordem do dono ali não se servia negros.

Ele apresentou queixa em delegacia -os delegados raramente aceitavam tais queixas- e levou o proprietário ao processo. Anos mais tarde foi jantar num outro restaurante do próprio condenado e servido por ele.

Lupicínio nasceu em 1914 , agora em 9 de setembro comemora-se seu centenário de nascimento, e faleceu com sessenta anos em 27 de agosto de 1974.

Entre muitas composições, pode-se anotar:

Ela disse- me assim; Esses moços,pobres moços; Foi assim; Nervos de Aço,; Nunca; Quem há de dizer; Se acaso você chegasse...

Mais curioso ainda: Lupicínio era torcedor do Grêmio, e é da sua autoria o hino do clube gaúcho.

Escrito Por Bemvindo Sequeira

Colaboraram: Bemvindo Sequeira; entretenimento.r7.com;

Um comentário:

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.