segunda-feira, 1 de junho de 2015

De Atores e Joanetes

Pela capa do livro Sexta-Feira não tinha joanete no pé esquerdo. rsrsrs

Tenho um joanete. No pé esquerdo. Nome científico "Hálux Valgo".

Hereditário, mas também de anos de pratica de judô, usando muito o pé esquerdo para comandar o deslizamento no tatame.

Não dói, nunca doeu. Minha mãe tinha um joanete destes, embora ela não fosse judoca como eu.

Muita gente tem joanetes.

Eu ficava muito constrangido com o meu joanete.

Até o dia em que trocando de roupas no camarim, com um galã global de primeira grandeza, tesão das mulheres...comentei constrangido ao tirar meu sapato:

- Tenho um joanete...

E ele me respondeu:

- O seu não é nada. Veja o meu.

...olhei para baixo e vi o joanete dele: imenso, protuberante, aquilo sim era UM SENHOR JOANETE! Não era um Hálux Valgo, era um Hálux Valgão!

Ficamos ali, dois veteranos medindo joantes, como adolescente medem outras partes...

E confesso, o dele me barrou!

Deste dia em diante acabou meu constrangimento, até porque depois disto encontrei uma outra atriz, muito mais veterana, a quem posso atribuir ser a campeã dos joanetes femininos, e quiçá de ambos os sexos.

Se os mitos podem ter joanetes, quem não pode te-los?

(Fecha o pano com risos protuberantes)

Escrito Por Bemvindo Sequeira

Colaboraram: Bemvindo Sequeira; entretenimento.r7.com;

Um comentário:

  1. rsrsrs... meu pai operou joanetes, minha mãe tinha e eu tenho (embora pequeno). Mas me atrapalha ao comprar sapatos, pois não pode ter nenhuma costura sobre a área, ou então não consigo usá-los. Mocassins e sapatilhas? Nem pensar...
    Todo mundo tem alguma parte do corpo que gostaria que fosse diferente. Não me importaria de ter minha barriga mais sarada...

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.