segunda-feira, 28 de outubro de 2013

POR QUE ENSINAR TEATRO?


Tenho amadurecido durante os últimos anos a idéia de como seria salutar, se fosse criada a disciplina “Teatro” nas escolas brasileiras, já até escrevi sobre isso há tempos atrás, mas como nos dias de hoje o que impera é um tal cinismo travestido de politicamente correto, penso que ensinar Teatro nas escolas poderia contribuir para desmascarar toda essa hipocrisia que nos cerca.

Vivemos fantasiando um mundo que não existe nem em contos de fadas, e este mundo é fruto dos comportamentos frustrados, inseguros, preconceituosos, egoístas e desrespeitosos de uma população que está muito mais preocupada no seu bem estar e usa do cinismo para deixar as coisas do jeito que menos a incomode. E onde o ensino do Teatro entra nisso? Justamente como um antídoto.

Temos que aproveitar a magia que envolve o Teatro para trazer a criança e o adolescente para este universo, pois além de incutir neles, a oportunidade de conhecimento da cultura e da história do mundo, podemos mostrar à eles, sem cinismo e sem hipocrisia, que uma população é formada de pessoas diferentes, que devem ser respeitadas e não enquadradas em modelos de comportamentos que julguemos ideal.

O Teatro, como a arte que imita a vida, é capaz de mostrar e ensinar a criança e ao adolescente, através dos dramas e do humor que são retratados em cena, que a vida ideal é muito diferente desta que o tal politicamente correto quer nos vender, ela passa pelo respeito ao semelhante e mostra com lentes garrafais que não há espaço para o preconceito, para discriminação e para falta de respeito, valores que a atual grade escolar não consegue passar.

Sei que alguns podem pensar que uma coisa não tem nada a ver com a outra, pois teatro é uma arte e não deve se prestar a este papel, mesmo assim vou discordar, pois a função de qualquer arte vai muito além de ser uma atividade criativa e o Teatro, pode sim, cumprir muito bem esse papel. Além do mais, mesmo que a disciplina nas escolas não revele nenhum grande talento, com certeza vai formar um público que vai saber respeitar o teatro como a grande arte que é.

Uma sociedade melhor, passa pela educação, principalmente de suas crianças, e fazer do Teatro, que é um lugar da democracia dos sentimentos e das emoções, um instrumento para levar às crianças e aos adolescentes, os verdadeiros valores de um cidadão e ainda oferecer à elas arte e cultura, não pode ser assim tão ruim, não é mesmo?

Portanto, à todos que ministram suas oficinas, ensinando a arte do Teatro às crianças e aos jovens, saibam que, mesmo que inconscientemente estão sendo responsáveis por formarem novos cidadãos, que com certeza, crescerão livres de preconceitos e com a mente aberta para entender que uma sociedade é feita de diferentes.

Escrito por Paulo Sacaldassy

Colaborou: Poucas Palavras de Paulo Sacaldassy; Foto: Peça "Vermelho"

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

É BRINCANDO QUE SE APRENDE


Pode parecer que não, mas a maneira descompromissada com que o teatro é levado aos jovens em cursos livres de teatro em várias escolas, onde o clima de brincadeira de imitação é predominante, já que o intuito é passar cultura de uma forma lúdica, deixa marcas profundas em alguns jovens.

Nada pejorativo quando digo: “brincadeira de imitação”, apenas a constatação de que é brincando que se aprende tudo nesta vida. E a forma com que os jovens tomam contato com “fazer teatral” nestes cursos livres, faz com que o teatro faça parte na vida de cada um, ou pelo menos de alguns que se identificam com o “fazer teatral”.

A “peçinha” apresentada no final de ano na escola, mesmo tendo apenas um caráter festivo, com certeza, para alguns, é algo da maior importância, pois desperta neles, a vontade de continuar a trilhar os caminhos de um palco de teatro. A brincadeira ensinou para alguns, como o teatro é maravilhoso.

E já contaminados pelo bichinho do teatro, já não se satisfazem com os espetáculos de final de ano, querem festivais estudantis, mostras de cenas curtas, querem dividir o que aprenderam. E o que começou de brincadeira, já passou a ter um sentido na vida nestes jovens.

Pena que são poucas as escolas que oferecem aos seus alunos a oportunidade de experimentar as maravilhas do “fazer teatral”. Nem todos entendem o quanto é importante incluir cultura na formação dos jovens. A cultura, tal como o esporte, transforma a vida de um jovem.

Mas, como nem tudo na vida é perfeito, resta-nos lamentar com os que não tem essa visão e parabenizar todos àqueles que, ás vezes com muita dificuldade e enfrentando enormes obstáculos, procuram levar um pouco de teatro aos jovens por este país afora.

Pois, brincando é que se aprende e aprendendo que se é capaz de transformar o mundo. E assim, de maneira despretensiosa vai se brincando de ensinar teatro e trazendo cada vez mais jovens para engrandecer o movimento teatral.

Escrito por Paulo Sacaldassy

Colaborou: Poucas Palavras de Paulo Sacaldassy; Foto: tHEaTer FuN sCRiPtS