segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

A DIFÍCIL ARTE DE VIVER DE ARTE


A sensibilidade apurada, a visão crítica sobre a vida humana e a capacidade de emprestar a alma e o corpo para uma personagem sempre foram características que fizeram um artista ser conhecido e respeitado, mas hoje em dia ser artista anda tão difícil! Sabe o que é? A concorrência está brava, eu diria até, um pouco desleal, pois o que tem de gente se achando e se dizendo artista, é uma coisa de louco!

Está cheio de gente na mídia que se diz artista, artista de quê? Do silicone da hora? Qual a arte que eles fazem? Posar nua à beira mar agora também é arte? E desfilar bíceps e abdomens torneados, é arte do quê? O que eu não entendo é porque a mídia despende tanto tempo e importância à esse tipo de celebridade, os tratam como se fossem artistas consagrados. Coitado é do artista de verdade que estuda e se aprimora para viver de sua arte.

Antes o artista tinha o seu valor, sua arte era a sustentação da sua carreira, era a sua arte que fazia a diferença, agora, o artista de verdade, aquele que construiu a história do cinema, do teatro, da televisão brasileira e que hoje está no esquecimento, quiçá até em dificuldades financeiras, nem sequer é lembrado por essa mídia, interessada apenas na vulgaridade, na futilidade, na banalidade de gente que usa o nome de artista, eles não são ninguém!

Batalhar de sol a sol a sua carreira, seja de músico, de ator, de diretor, de cantor, de bailarino, de palhaço é tarefa dura como a de qualquer outro trabalhador, pois viver de arte, nunca foi fácil e hoje, ainda mais difícil. A grandeza de um artista que encantava aos olhos das pessoas comuns, anda espezinhada e jogada no mesmo balaio de gatos dessa gente que vive na mídia, se diz artista, mas não faz arte nenhuma.

Não sei onde isso vai parar, nem sei se um dia isso vai parar, mas a verdade é que para ser artista está cada vez mais complicado, o espaço quase sempre escasso, hoje em dia é quase nenhum e a valorização de quem tem uma arte para mostrar é cada vez menor, pois parece que a arte nem é tão importante assim, basta um par de seios, um escândalo, ou um babado qualquer, ai sim tudo fica mais fácil.

Que cada um tem o direito de ganhar a vida como bem quer, isso não se discute, o que deve ficar bem claro é que essa gente que circula nas revistas, nos portais de internet, que plantam notícias, vivem de fofocas, da exposição de seus corpos e desfilam suas futilidades aos quatro cantos, podem ser o que elas quiserem ser, mas por favor, parem de dizer que são artista, ok? A vida de artista é muito dura para vocês, vai tomar demais o tempo precioso de suas vidas e vai lhes dar muito, mas muito trabalho.

Feliz Natal e Feliz 2014.

Escrito por Paulo Sacaldassy

Colaborou: Poucas Palavras de Paulo Sacaldassy; Foto: Rodrigo Matheus em "Gravidade Zero"

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Tudo bem?
    Espero que sim!
    Voltei a atualizar meu blog, e gostaria muito que comentasse lá, nesses dois posts:

    Minha opinião sobre a Política atual e a que está por vir:
    http://riot-vicious.blogspot.com.br/2014/10/diario-de-bordo-de-uma-manifestante.html

    Biografia do Bikini Kill:
    http://riot-vicious.blogspot.com.br/2014/10/uma-biografia-punk-bikini-kill-as-musas.html

    RIOT Kisses,
    Mari!

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.