segunda-feira, 18 de março de 2013

A PARCERIA ENTRE AUTOR E ATOR


A arte de interpretar é acima de tudo uma arte de parceria, e quanto mais refinada for essa parceria, melhor para o espetáculo, para o filme, ou para a novela. O ator depende de um bom texto para demonstrar a sua arte de interpretação, enquanto o autor necessita de um bom ator para tirar do papel a sua história, mas não é sempre que isso acontece.

Algumas vezes vemos um texto primoroso, escrito com toda técnica, cheio de poesia, retratando uma história comovente, envolvente, mostrando de forma objetiva e de fácil identificação, as historias da vida, sendo vilipendiado por uma interpretação equivocada, tornando palavras em simples declamações decoradas sem o mínimo de emoção.

Por outro lado, também vemos muitos atores terem que se desdobrar em cena para dar vida a personagens mal escritos de textos ruins, sem conflitos, sem histórias. E por vezes, é o talento do ator, a única coisa que realmente vale a pena em cena, pois só ele é capaz de transformar com a sua interpretação o que por si só já é um fiasco, fazendo assim com que o publico esqueça a fragilidade do texto.

Um ator com um bom texto na mão é capaz de fazer coisas que deixarão marcas para sempre na memória de quem o assiste, e um bom texto dará ao ator as condições necessárias para que ele realize o seu belo trabalho. Ator e autor quando estão em sintonia e comungam do mesmo objetivo, (o de levar ao público uma boa história), presenteiam à todos, peças inesquecíveis, filmes inesquecíveis, novelas inesquecíveis.

É triste quando vemos boas histórias sendo destorcidas por conta de interpretações de fracos atores, isso é muito comum em novelas, que pede uma atuação firme e precisa dos atores, Mas, atores, muitas vezes, sem experiências, ou até mesmo sem talento, tornam palavras, frases e intenções pensadas pelo autor em algo sem sentido, sem vida e sem emoção. A palavra deve ser dita de forma correta e não simplesmente cuspida para fora.

Portanto, é certo que para que o público assista a uma boa peça de teatro, ou um bom filme, ou ainda uma boa novela, a parceria entre o autor e ator deve ser precisa. A arte da interpretação não tem espaço para maus autores e muito menos para maus atores. O que, com certeza, agradará o público, é podê-lo fazer ver em cena o reflexo límpido e claro de uma parceira perfeita entre o autor e o ator.

Escrito por Paulo Sacaldassy

Colaborou: Poucas Palavras de Paulo Sacaldassy; Foto: Peça "Limpe Todo o Sangue Antes que Manche o Carpete"

6 comentários:

  1. Como espectadora, posso dizer com segurança que você está certíssimo. Vejo atores destruindo bons papéis, mas principalmente em novelas, vejo excelentes atores interpretando papéis medíocres. Dá pena de ver.

    ResponderExcluir
  2. Que demais :)

    Adoro o seu blog, parabéns e continue a escrever.

    "Escrevendo a gente fala pra caralho" não é? (Caio F.)

    http://raquelconsorte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Boa noite Clemente, que boa ideia.

    Quem sabe em breve farei isso.
    Por enquanto são só alucinações minhas.

    Obrigada pelo incentivo e fico feliz que tenha gostado.

    Um beijo,
    Raquel.

    ResponderExcluir
  4. Amei ler isso. Autor e ator. É precisa saber escrever e saber como dizer. Sensibilidade pura, talento puro, de ambas as partes! Bom descobrir esse cantinho! Abraço, Rovênia

    ResponderExcluir
  5. இڿڰۣ-ڰۣ—Feliz Semana Santa.

    ♥ B E S O S ♥

    ─═☆MaRiBeL☆═─

    ResponderExcluir
  6. Heftig! Diese Story hatte ich gar keineswegs
    gedacht

    my webpage tressa739

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.