quinta-feira, 16 de agosto de 2012

TEATROS DO MUNDO

Teatro Municipal de São Paulo


O Teatro Municipal de São Paulo é um dos mais importantes teatros de cidade e um dos cartões postais da capital paulista, tanto por seu estilo arquitetônico semelhante ao dos mais importantes Teatros do Mundo, e claramente inspirado na Ópera de Paris, como pela sua importância histórica, por ter sido o palco da Semana de Arte Moderna de 1922, o marco inicial do Modernismo no Brasil.

O teatro foi construído para atender o desejo da elite paulista da época, que queria que a cidade estivesse à altura dos grande centros culturais da época, assim como promover a ópera e o concerto. Abriga atualmente a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Orquestra Experimental de Repertório, Coral Lírico, o Coral Paulistano e o Ballet da cidade de São Paulo. O edifício faz parte do Patrimônio Histórico do estado desde 1981, quando foi tombado pelo Condephaat.


Desde sua inauguração em 1911, o Teatro Municipal de São Paulo já passou por duas reformas, a primeira em 1954 onde criou novos pavimentos para os camarins, reduzindo os camarotes e instalando um órgão. A Segunda reforma durou de 1986 a 1991, todo o prédio foi restaurado e foram instalados equipamentos e estruturas mais modernas.

Antes de seu centenário, em 12 de setembro de 2011, o Teatro Municipal de São Paulo passou por uma última reforma, todo edifício foi restaurado; os vitrais, a fachada, o palco foi reestruturado com os mais modernos equipamentos cênicos mecânicos.



Atualmente, o Teatro Municipal de São Paulo é composto pela Orquestra Sinfônica Municipal, Orquestra Experimental de Repertório, Balé da Cidade de São Paulo, Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, Coral Lírico, Coral Paulistano e as Escolas de Dança e de Música de São Paulo e pelo Museu do Teatro, que guarda a história artística e social do Teatro.

Nome do Teatro: Teatro Municipal de São Paulo
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Fernando de Azevedo


Localizado no edifício que abrigou a famosa escola Caetano de Campos, hoje sede da Secretaria da Educação, o Teatro Fernando de Azevedo é palco de diversas atividades da Secretaria Estadual da Cultura, com apresentações de teatro resultantes das oficinas culturais, shows, palestras etc.

É, ainda, no Fernando de Azevedo que ocorrem as apresentações do projeto Adoniran Barbosa.

Nome do Teatro: Teatro Fernando de Azevedo
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Theatro São Pedro (São Paulo)


São Paulo ganhou de volta, no ano de 1998, um dos mais tradicionais espaços culturais da cidade, o Theatro São Pedro, no bairro da Barra Funda.

Desde que abriu sua portas, em 17 de janeiro de 1917, o Theatro São Pedro, construído pelo imigrante português Manuel Fernando Lopes, teve uma programação eclética, com sessões de cinema, espetáculos de variedades, operetas teatrais e concertos.


Em 1998, o teatro foi reaberto, totalmente restaurado e modernizado pelo Governo do Estado de São Paulo, com os mais avançados recursos de iluminação e acústica, com 636 lugares. O local tem ainda uma sala própria para pequenos recitais, com 70 lugares.

Nome do Teatro: Theatro São Pedro
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Procópio Ferreira (São Paulo)


O Teatro Procópio Ferreira é uma sala de espetáculos localizada na cidade de São Paulo construída em 1948 por Gastão Rachou na rua Augusta. O teatro foi também, durante seis anos, o cenário do popular programa humorístico "Sai de Baixo" da Rede Globo.

O nome do teatro é uma homenagem ao ator Procópio Ferreira.

Nome do Teatro: Teatro Procópio Ferreira
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Sala São Paulo


O Centro Cultural Júlio Prestes, que localiza-se na antiga Estação Júlio Prestes, na cidade de São Paulo, Brasil, foi inaugurado no dia 9 de julho de 1999.

O edifício foi completamente restaurado e remodelado pelo Governo do Estado como parte do projeto de revitalização do centro da cidade. Ao lado está a Estação Pinacoteca com exposições de arte.


Abriga a Sala São Paulo, que tem uma capacidade de 1.498 lugares e é a sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP). É palco para apresentações sinfônicas e de câmara e foi concebida de acordo com os mais atualizados padrões internacionais. Muitos especialistas consideram a Sala São Paulo uma das salas de concerto com melhor acústica no mundo, comparável à de muitas salas dos Estados Unidos ou da Europa, mundialmente conhecidas, como o Symphony Hall de Boston, o Musikverein, em Viena, e o Concertgebouw, em Amsterdã.


A renovação começou em novembro de 1997, mas os primeiros passos foram dados em 1995. O Governador Mário Covas visualizava a Estação Júlio Prestes como um espaço ideal para apresentações sinfônicas, uma vez que faltava ao Brasil lugares adequados para este tipo de apresentação e principalmente porque a Orquestra sinfônica do Estado de São Paulo não possuía um centro permanente.

Nome do Teatro: Sala São Paulo
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Oficina


O Teatro Oficina, na década de 1960, foi um importante centro de vanguarda e de resistência aos anos autoritários do país. Dedicado à tradução metafórica dos anos de ditadura, a partir de 1967, com a peça O rei da vela, o Teatro Oficina desenvolveu-se com o "espetáculo-manifesto", tendo sido interditado pela Justiça Federal.


Foi tombado pelo patrimônio histórico e o edifício foi reformado com projeto dos arquitetos Lina Bo Bardi e Edson Elito. Atualmente, o Teatro Oficina é administrado em comodato pelo Grupo Uzyna Uzona.

O teatro guarda ainda toda a memória de sua trajetória contestadora e vanguardista. Isso pode ser visto em recortes de jornais, cadernos de ensaios, manuscritos, impressos, fitas de áudio, filmes, vídeos, cartazes e fotografias.

Nome do Teatro: Teatro Oficina
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Sérgio Cardoso


Inaugurado em 1980, o Teatro Sérgio Cardoso possui duas salas de espetáculos: a sala Sérgio Cardoso e a sala Paschoal Carlos Magno.

A primeira tem sido palco de inúmeros espetáculos nacionais e internacionais de dança, teatro, shows e orquestras. A segunda é responsável pela apresentação de grupos que ainda não são muito conhecidos do público, constituindo-se num espaço de experimentação de teatro e dança.


O Sérgio Cardoso conta com uma excelente infra-estrutura, com salas de ensaio e camarins para grandes companhias. Toda a estrutura técnica foi elaborada de maneira a facilitar seus reparos. Os elevadores de carga suportam toneladas, podendo elevar rapidamente grandes e pesados elementos de cenário.

Depois de uma reforma feita pelo Governo Mário Covas, o Teatro Sérgio Cardoso volta a ser hoje uma casa de espetáculos com toda a sua capacidade disponível para o público e artistas.

Nome do Teatro: Teatro Sérgio Cardoso
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Alfredo Mesquita


O Teatro Alfredo Mesquita foi inaugurado no dia 1 de Dezembro de 1988. Construído pelo Prefeito Jânio Quadros, num terreno vago da Prefeitura de São Paulo.


O local foi totalmente reconstruído, com obras de reforma e ampliação, seguindo os padrões adotados por toda a rede de teatro distrital. O investimento na obra, que leva o nome de um dos principais formadores do teatro brasileiro, foi de R$ 4,5 milhões.

Hoje é utilizado em apresentações de espetáculos de dança, teatro e abriga uma pequena orquestra.

Seu nome é uma homenagem póstuma ao fundador da Escola de Arte Dramática (EAD) Alfredo Mesquita.

Nome do Teatro: Teatro Alfredo Mesquita
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro de Arena


O Teatro de Arena de São Paulo (ou somente Teatro de Arena) foi um dos mais importantes grupos teatrais brasileiros das décadas de 50 e 60. Inicia-se em 1953 tendo promovido uma renovação e nacionalização do teatro brasileiro, sua existência termina em 1972.

Em seu palco, de cerca de 90 lugares, hoje Teatro de Arena Eugênio Kusnet apresentaram-se espetáculos de importantes diretores e dramaturgos brasileiros como José Renato Pécora, Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri.

Nome do Teatro: Teatro Alfredo Mesquita
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Brasileiro de Comédia


Teatro Brasileiro de Comédia (TBC) foi um importante teatro brasileiro, localizado na cidade de São Paulo, na rua Major Diogo. Foi fundado em 1948, pelo industrial italiano Franco Zampari.

Depois de se tornar referência e ser um grande teatro brasileiro, passou por várias crises e ficou fechado em alguns períodos. Há alguns anos foi reformado e voltou a atuar, até ser fechado novamente.

Nome do Teatro: Teatro Brasileiro de Comédia
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Fecap


O Teatro Fecap é um espaço de apresentação de música popular brasileira, mantido pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado. Ali se apresentam consagrados intérpretes, instrumentistas e autores da música popular brasileira, como Paulinho da Viola e Monica Salmaso, entre outros.

O Teatro Fecap é um teatro-estúdio, de alta qualidade acústica, que é também utilizado para gravações ao vivo. Localiza-se na Avenida Liberdade, no bairro da Liberdade, na cidade de São Paulo.

Hoje ele também é conhecido como o Abrigo da Música Popular Brasileira.

Nome do Teatro: Teatro Fecap
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Jardim São Paulo


O Teatro Jardim São Paulo foi inaugurado no dia 18 de abril de 2002. Construído no Jardim São Paulo, bairro da zona nordeste paulistana, está localizado na avenida Leôncio de Magalhães a 300 metros da estação Jardim São Paulo do metrô de São Paulo.

Apresenta acesso para deficientes físicos, ambiente climatizado e uma acústica apropriada para grandes espetáculos.

Foi uma iniciativa do professor Paulo Meinberg, fundador e diretor-geral do tradicional Colégio Jardim São Paulo e da Faculdade Cantareira.

Nome do Teatro: Teatro Jardim São Paulo
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Abril 
(Antigos Theatro Paramount e Teatro Brigadeiro)


Cine-Teatro Paramount e Teatro Brigadeiro (atual Teatro Abril) é um teatro brasileiro que foi inaugurado em 1929, na Avenida Brigadeiro Luís Antonio, em São Paulo. Primeiro cinema sonoro da América Latina, foi durante muitos anos um modelo para outros teatros. A área total é de 5.500 metros quadrados, com capacidade para 1.530 espectadores com ampla visibilidade, seja qual for o lugar escolhido. O palco, um dos melhores de São Paulo, possui 210 metros quadrados por 36 metros de altura, incluindo urdimento.

Notabilizou-se nos anos 60 por acolher o Festival de Música Popular Brasileira transmitido pela TV Record, em que Edu Lobo e Marília Medalha venceram, em 1967, com Ponteio. No mesmo ano, vaiado enquanto tentava apresentar Beto Bom de Bola, Sérgio Ricardo quebrou o violão no palco e, aos gritos, arremessou-o contra a platéia. No palco, estiveram também Tom Zé, que cantou São São Paulo, meu amor (1968) - um marco do Tropicália - e Caetano Veloso, que cantou Alegria, Alegria - outro hino da Tropicália.

Em 1969, um incêndio destruiu grande parte de suas instalações, que foram recuperadas pelo Grupo Abril em parceria com a CIE Brasil, subsidiária do grupo mexicano Corporación Interamericana de Entretenimiento. Foi rebatizado com o nome de Teatro Abril.

Nome do Teatro: Teatro Abril (Antigos Theatro Paramount e Teatro Brigadeiro)
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Espaço Parlapatões


Localizado na Praça Roosevelt, em São Paulo, Brasil, o Teatro Espaço Parlapatões foi inaugurado dia 11 de setembro de 2006, com mais de 600 pessoas presentes. Foi uma festa que começou na rua, os Parlapatões derrubaram torres gêmeas (encenada) contra todos os preconceitos, abrindo as portas para o público. Durante a cerimônia, aconteceu a apresentação do coro Collegium Musicum, com regência de Abel Rocha, atores convidados (Barbara Paz, Jairo Mattos, Marco Ricca, Rosi Campos e Marcelo Drummond) leram trechos de peças da companhia.

Hoje, a casa recebe mais de 40 espetáculos por ano, entre peças dos Parlapatões e de grupos convidados. Além dos inúmeros eventos como a Palhaçada Geral; o Festival de Cenas Cômicas; o Bonecos no Palco; as Cenas de Um Minuto; a Mostra de Solos; a Poesia Falada e as Farsas de Natal.

O teatro também abriga projetos produzidos por outros coletivos, como o Curta na Praça e a Récita Maloqueirista. A casa ainda participa como convidada em eventos como as Satyrianas e a Virada Cultural. Por tudo isso o Espaço dos Parlapatões está na rota cultural obrigatória dos paulistanos e visitantes.

Nome do Teatro: Espaço Parlapatões
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

TUCA


O Teatro da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, mais conhecido como TUCA (Teatro da Universidade Católica), é um teatro brasileiro inaugurado em 1965. Sua inauguração se deu com a peça Morte e Vida Severina, escrita por João Cabral de Melo Neto.

Sua inauguração se deu com a peça Morte e Vida Severina, escrita por João Cabral de Melo Neto. Tornou-se famoso pelas manifestações políticas durante a ditadura militar. O teatro conta com duas salas: o Auditório Tibiriçá e o Tucarena.


O teatro sofreu dois incêndios em 1984, que causou sérios danos em sua estrutura. Foi reaberto em 1986, com as obras de reconstrução incompletas. Tombado pelo Patrimônio Histórico do município de São Paulo, retomou as obras de reforma em 2002, tendo sido reinaugurado em agosto de 2003.

Nome do Teatro: TUCA
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Record


Teatro Record é o nome dado hoje ao teatro pertencente à TV Record em São Paulo, capital do estado homônimo, Brasil. Realiza programas de auditório, como O Melhor do Brasil, Legendários, Tudo é Possível, Programa do Gugu e debates eleitorais.

Neste auditório também ocorreu a cerimônia de inauguração da Record News, com participação do Bispo Edir Macedo, o presidente Lula e o governador José Serra.

Está localizado, desde 1995, na rua da Várzea, 240, no bairro da Barra Funda, São Paulo, Brasil.

O Teatro Record foi fundado em 9 de março de 1959, na rua da Consolação, no também bairro da Consolação. Na época, foi palco dos tradicionais musicais, mais notoriamente os festivais da MPB dos anos 60 e seriados como Família Trapo. Depois de sofrer um grande incêndio, o teatro foi desativado. Após ser reativado por um curto período no centro, foi transferido para o Jardim Aeroporto, com o nome de Teatro Paulo Machado de Carvalho onde permaneceu até 1995.

Sedes:

Teatro Record Consolação (1959-1969)
Rua da Consolação, 2036 - Consolação

Teatro Record Centro (1969-1973)
Rua Augusta, 973

Teatro Paulo Machado de Carvalho (1973-1995)
Avenida Miruna, 713 - Aeroporto

Teatro Record Barra Funda (1995-presente)
Rua da Várzea, 240 - Barra Funda

Nome do Teatro: Teatro Record
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Ruth Escobar


O Teatro Ruth Escobar foi fundado em 1963 na Rua dos Ingleses em São Paulo, Brasil. O teatro leva o nome da atriz e antiga proprietária do terreno onde foi erguido, Ruth Escobar. A inauguração do teatro também contou com apoio da coletividade portuguesa de São Paulo.

Atualmente o teatro tem três salas de espetáculo: sala Gil Vicente, sala Myrian Muniz e sala Dina Sfat. Também conta com um bar e uma livraria.

Nome do Teatro: Teatro Ruth Escobar
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Maria Della Costa


O Teatro Maria Della Costa é um teatro da cidade de São Paulo, Brasil, fundado em outubro de 1954 pela atriz Maria Della Costa e pelo empresário Sandro Polloni, que apresentaram como espetáculo de estréia O Canto da Cotovia de Jean Anouhil, sob a direção de Gianni Ratto.

Em 1978 a Associação dos Produtores de Espetáculos Teatrais do Estado de São Paulo (Apetesp), durante a gestão do então Presidente Raul Cortez, adquiriu o Teatro Maria Della Costa, com a finalidade específica de prestar maiores benefícios aos seus associados.

Em maio de 1995 o Teatro não tinha condições de funcionamento, devido ao estado precário em que se encontrava. Durante a gestão do então Presidente Sérgio D’Antino, o mesmo passou por uma reforma geral que se estendeu até 1996, tendo sido re-inaugurado com uma grande festa para toda a classe artística no dia 30 de julho de 1996.

Nome do Teatro: Teatro Maria Della Costa
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Folha


O Teatro Folha foi inaugurado no dia 7 de novembro de 2001 e, desde a inauguração, o espaço ficou consagrado como um dos mais sofisticados espaços culturais da cidade de São Paulo, Brasil.

Localizado no piso 2 do Shopping Pátio Higienópolis, a sala de espetáculo tem 312 lugares e oferece grande diversidade de linguagens artísticas o que garante a qualidade dos espetáculos exibidos na sala cultural.

O espaço é tido também como um mix de lazer, consumo, segurança e conforto, pois agrega as opções de um centro cultural e do shopping que está em um dos bairros mais nobres e antigos de São Paulo.

Nome do Teatro: Teatro Folha
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Oficina Cultural Amácio Mazzaropi - Teatro


O Teatro da Oficina Cultural Amácio Mazzaropi está localizado em um prédio histórico do Brás, que foi sede de uma das primeiras escolas de São Paulo e completa 100 anos em 2012.

Frequentado no passado por ilustres estudantes, como a pintora Pagu e a apresentadora Hebe, o antigo casarão hoje em dia é sede da Oficina Cultural Amácio Mazzaropi, da SP Escola de Teatro e do Projeto Guri, que oferecem atividades e cursos para todas as idades.

A Oficina Cultural Amácio Mazzaropi fica a 5 minutos do Capita Brás.

Nome do Teatro: Teatro da Oficina Cultural Amácio Mazzaropi
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro das Artes (São Paulo)


O aconchegante e moderno Teatro das Artes em São Paulo, Brasil, tem capacidade para 780 pessoas e está localizado no Shopping Eldorado. A casa caracteriza-se como espaço de apresentação espetáculos teatrais e eventos empresariais.

Conta ainda com um bar/bomboniere e salas complementares às instalações do teatro, para apoio a eventos.



Algumas das peças que já passaram pelo local são Os Ignorantes, com Pedro Cardoso; A Peça Sobre o Bebê, com Fulvio Stefanini, Marília Gabriela, Reinaldo Gianecchini e Simone Spoladore; Pequeno Dicionário Amoroso, com Cláudia Gimenez e Ernani Moraes; O Arlequim, Senhor de Dois Patrões, com Marcos Breda e Camila Pitanga; e Sábado, Domingo e Segunda, com Paulo Goulart e Nicete Bruno.

Nome do Teatro: Teatro das Artes
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Paulo Eiró


Considerado um dos pólos culturais de Santo Amaro, o Teatro Paulo Eiró foi inaugurado em 23 de março de 1957 para atender as demandas da região – formada por muitos estabelecimentos educacionais, associações, entidades esportivas e um vasto público jovem interessado em suas atividades culturais e artísticas.

O teatro foi projetado pelo arquiteto Roberto Tibau (em 1952) e, em sua inauguração, comportava 801 lugares. O nome do teatro é uma homenagem ao poeta, escritor, dramaturgo e professor Paulo Eiró (Paulo Francisco Emilio Salles; 1836 – 1871), nascido em Santo Amaro, quando ainda era um município, é considerado até hoje um dos mais importantes artistas da região.

Em 1968, em homenagem ao poeta Paulo Eiró, foi instalado na frente do teatro um mural de 18 metros de largura por 5 metros de altura, feito em mosaico de cimento armado, pedras e mármore, pelo escultor Júlio Guerra, também nascido em Santo Amaro.

Nome do Teatro: Teatro Paulo Eiró
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Paiol (São Paulo)


Inaugurado em 24 de novembro de 1969 por Perry Salles e Miriam Mehler o Teatro Paiol é uma sala de espetáculo que teve sua trajetória especialmente atrapalhada por uma das mais grotescas obras viárias do país, o Elevado Costa e Silva.

A confortável sala foi projetada pelo arquiteto Rodrigo Lefévre a sala não contou com muito dinheiro para ser construída mas o casal Perry e Miriam não tiveram dificuldades em finalizar o projeto com a ajuda de muitos amigos artistas e admiradores.

A proposta do Teatro Paiol era encenar somente peças de autores brasileiros, apoiando e difundindo a cultura brasileira e para a inauguração foi escolhida a peça Flor da Pele, estrelada por Consuelo de Castro e dirigida por Flávio Rangel.

Entretanto, com a dificuldade de se investir somente em peças de autores nacionais, Salles e Mehler decidiram finalmente abrir espaço às produções internacionais e optaram por iniciar com a obra Abelardo e Heloisa, de Ronal Millaar.

Porém o palco ainda não possuia urdimento cênico e para isso foi necessária uma grande reforma, reconstruindo o palco e disponibilizando um urdimento de 9 metros de altura e mais três andares de camarim. Com isso, o Paiol tornava-se o primeiro teatro paulistano de pequeno porte a contar com urdimento.

Com o tempo o local passou também a contar com livraria e cineclube.

Com a chegada do Elevado Costa e Silva, popular Minhocão, no ano seguinte da inauguração do teatro, a região passou a sofrer uma lenta, porém contínua, degradação. Aos poucos, a região de Vila Buarque foi perdendo seus atrativos mais conhecidos como a Boate La Licorne e o local deteriorou-se.

Não demorou muito e o público do teatro, outrora fiel, começou a rarear em meados da década de 1980. Separado de Míriam Mehler há alguns anos Perry Salles já não tinha mais parte no teatro. No início da década de 1990 o Teatro Paiol deixava de ser um teatro, fechando suas portas. Ele logo reabriria novamente como um cinema de filmes de sexo explícito, destino amargo e comum a grande maioria dos cinemas de rua do centro de São Paulo.

Desde 2007 o local está fechado e foi colocado à venda. Apesar de tanto tempo fechado, o local ainda é uma boa opção para quem quiser comprar e recuperá-lo novamente como uma sala de teatro.

O Paiol, mesmo com todas as dificuldades que o centro de São Paulo ainda oferece, especialmente aos apreciadores de cultura, ainda tem fôlego para uma reabertura. Basta vontade, incentivo e reforma.



A capacidade de público é de 245 espectadores e o seu palco possui 11×11 metros.

Nome do Teatro: Teatro Paiol
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Anchieta - SESC Consolação


O Teatro Anchieta é uma das opções de lazer para quem visita o Sesc Consolação, localizado dentro das suas dependências.

Conta com 328 lugares e um foyer com serviço de café. E ainda oferece programação diversificada de música, teatro, dança e conferências.

Nome do Teatro: Teatro Anchieta - SESC Consolação
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Alfa


Inaugurado em abril de 1998, o Teatro Alfa foi construído sob a supervisão de consultores estrangeiros com o objetivo de se tornar um estabelecimento de nível internacional na cidade de São Paulo, Brasil.

Diante de todo esse cuidado, a casa atualmente é referência e recebe espetáculos de ópera, concertos de música erudita e popular, peças e musicais, além de congressos e seminários.

O local tornou-se referência com a sua temporada de dança, conhecida por apresentar a produção recente de diversos grupos de todo o mundo.

Nome do Teatro: Teatro Alfa
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Auditório Simón Bolívar - Memorial da América Latina


O Auditório Simón Bolívar está dentro do Memorial da América Latina em São Paulo, Brasil. O conjunto arquitetônico, projetado por Oscar Niemeyer, é um monumento à integração cultural, política, econômica e social da América Latina, situado em um terreno de 84.482 metros quadrados no bairro da Barra Funda. Seu projeto cultural foi desenvolvido pelo antropólogo Darcy Ribeiro. É uma fundação de direito público estadual, com autonomia financeira e administrativa, vinculada à Secretaria de Estado da Cultura.

Auditório Simón Bolívar em São Paulo, SP

Nome do Teatro: Auditório Simón Bolívar - Memorial da América Latina
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Credicard Hall


Inaugurada em setembro de 1999, o Credicard Hall tem capacidade para mais de 7.000 convidados, sendo o principal palco de shows nacionais, internacionais, grandes premiações e eventos corporativos.

Nome do Teatro: Credicard Hall
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Via Funchal


A casa de show Via Funchal foi inaugurada em 1998. Tem 15 mil m² de área e capacidade para receber até 6 mil pessoas.

Inspirada nas casas de shows americanas, a Via Funchal possui ainda um estacionamento de 2.000 m² com isolamento acústico, que pode ser utilizado para outros eventos como feiras de exposições, convenções etc.

Nome do Teatro: Via Funchal
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Espaço GT - Teatro Next


Anexado ao Bar do N.ex.T. se encontra o Espaço GT (Espaço Ator Gelson Tsonis), que recebe produções diversas de Teatro, Música e Dança.

Outrora chamado de Teatro N.ex.T, o Espaço GT conta com palco, sonorização e iluminação, sistema de ar condicionado e camarim e uma platéia para até 80 pessoas confortavelmente sentadas.

Diversas produções já passaram pelo palco do N.ex.T e se tornaram projetos bem sucedidos, como o Festival do Grotesco e a Terça Insana.

Nome do Teatro: Espaço GT - Teatro Next
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Augusta


Reinaugurado em 99, o Teatro Augusta (antigo Auditório Augusta) totalmente reestruturado após uma completa reforma, que contou com projeto arquitetônico de Ciro Pirondi.

O novo espaço oferece conforto, segurança, acústica perfeita, ar-condicionado, fácil acesso, café/bar, galeria de arte, duas salas de espetáculo, jardim aquático de inverno, amplo espaço no hall para acomodar o público, acesso para deficientes, bilheteria informatizada, estacionamento conveniado.

Nome do Teatro: Teatro Augusta
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Bibi Ferreira (São Paulo)


Fundado na década de 30, vários atores e atrizes de renome já passaram por seu palco.

Hoje, o Teatro Bibi Ferreira é consolidado como um dos espaços cênicos mais tradicionais da capital paulista.

As antigas cadeiras de madeira da plateia foram substituídas por poltronas estofadas. O palco, que era feito com placas de compensado pintado de preto, foi trocado por pranchões de peroba rosa, com 6 cm de espessura.

Os grandes espetáculos que já passaram pelo teatro, como Capital Estrangeiro, com Edson Celulari, e Motel Paradiso, escrita por Juca de Oliveira.

Nome do Teatro: Teatro Bibi Ferreira
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Cacilda Becker


Inaugurado em 25 de janeiro de 1988, o Teatro Cacilda Becker foi projetado para suprir uma demanda de teatros na zona oeste da cidade, sendo o único teatro da Prefeitura naquela região. Após reforma, o Cacilda Becker foi reinaugurado em 2009.

O nome é uma homenagem à atriz Cacilda Becker (1921 – 1969) considerada uma das maiores atrizes de palco do Brasil. Em 30 anos de carreira, Cacilda encenou 68 peças, no Rio de Janeiro e em São Paulo; fez dois filmes e uma telenovela além de outras participações em teleteatros na televisão. Foi a principal atriz do Teatro Brasileiro de Comédia (TBC) e lecionou interpretação na Escola de Arte Dramática de São Paulo (EAD).

Cacilda fundou sua própria companhia e assumiu a Presidência da Comissão Estadual de Teatro em 1968. Durante sua gestão, fez grandes conquistas e participou ativamente na luta contra a ditadura militar.

Nome do Teatro: Teatro Cacilda Becker
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Arthur Azevedo


Inaugurado em 02 de Agosto de 1952, e projetado pelo arquiteto Roberto Tibau, o Arthur Azevedo já foi considerado um dos teatros mais modernos da cidade, e o preferido para a apresentação de grupos amadores. Foi o primeiro teatro construído entre os seus contemporâneos, seguido pelo Teatro João Caetano, no natal de 1952 e pelo Teatro Paulo Eiró, 5 anos depois.

O teatro recebe este nome em homenagem ao poeta e dramaturgo maranhense Artur Nabantino Gonçalves de Azevedo (1855 – 1908), que sucedeu a cadeira de Martins Penna na Academia Brasileira de Letras. No saguão principal está instalado um painel do artista plástico Renato Sottomayor.

Nome do Teatro: Teatro Arthur Azevedo
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Décio de Almeida Prado


Natural de São Paulo, Décio de Almeida Prado foi crítico de teatro, ensaísta e professor. Em 1938, graduou-se em filosofia e ciências sociais na Universidade de São Paulo – USP e, em 1941, completou o curso de direito pela mesma universidade. Em 1976, assume a direção do TUSP – Teatro da USP, que ganha uma casa de espetáculos: o Auditório da Biblioteca Anne Frank (atual Teatro Décio de Almeida Prado), à Rua Cojuba,45, no Bairro do Itaim Bibi, cedido à USP pelo prazo de vinte anos, de 1976 a 1996.

Mas em 1990, o TUSP fica subordinado à Reitoria de Cultura e Extensão Universitária e é transferido para outro local. O último trabalho de Décio de Almeida Prado como diretor de teatro foi para o espetáculo “O Baile dos Ladrões”, de Jean Anouilh, primeira peça apresentada no Teatro Brasileiro de Comédia, em 1948. No entanto, no ano 2000, morre vítima de um infarto.

Em 21 de agosto de 2008, o Teatro Décio de Almeida Prado é inaugurado, recebendo o instrumentista Yamandu Costa. O espaço havia passado por uma longa reforma que incluiu adequações do sistema elétrico, infra-estrutura para a cenotecnia e reforma da cabine de comando e de controle.

Posteriormente, o Teatro passa por outra reforma, contando inclusive com ar condicionado, e é reinaugurado em 22 de julho de 2011, abrindo a programação com a cantora Graziela Medori, e desde então, conta com uma programação rica e diversificada.

Nome do Teatro: Teatro Décio de Almeida Prado
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Flávio Império


Inaugurado em 1992, o Teatro Flávio Império possui o mesmo projeto utilizado no Teatro Alfredo Mesquita. Recebe este nome em homenagem ao cenógrafo, arquiteto e artista plástico Flávio Império (1935 – 1985), e também autor e diretor de arte. Foi o mais respeitado cenógrafo de sua geração, sendo pioneiro no entrelaçamento da arquitetura com a cenografia.

Reforma:

Esta em andamento uma obra de reforma geral com ampliação, que proporcionará mais segurança, conforto e infra-estrutura (ar condicionado, cenotecnia e tratamento acústico). Além disso, o teatro também receberá intervenções de acessibilidade total.

O terreno ao lado do teatro, antes desocupado, será reformado e receberá paisagismo, de modo a transformá-lo em área verde de lazer para a comunidade. Este Teatro, que apresenta arquitetura semelhante aos Teatros Alfredo Mesquita e Cacilda Becker, receberá também uma abertura na parte de trás do palco para que possam ser realizadas apresentações com vista para o parque.

Nome do Teatro: Teatro Flávio Império
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro João Caetano (São Paulo)


Inaugurado em 25 de dezembro de 1952, o Teatro João Caetano contava, na época, com espetáculos frequentes dos alunos da Escola de Arte Dramática, atividades promovidas pelas escolas da região e também por cultos religiosos, que chegavam a utilizar seu palco como altar.

João Caetano (1808 – 1863) foi um importante ator e encenador brasileiro, tendo fundado a primeira companhia de atores nacionais. Seu nome é consagrado no teatro brasileiro, razão pelo qual João Caetano é nome de várias casas culturais em todo país.

No saguão principal está instalado o painel do artista plástico Clóvis Graciano, que em sua carreira contribuiu com a construção de cenários e figurinos para espetáculos de teatro e dança.

Nome do Teatro: Teatro João Caetano
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Teatro Zanoni Ferrite


Inaugurado dia 11 de junho de 2010, o Teatro Zanoni Ferrite apresenta uma programação cultural com foco nas atividades voltadas ao público infanto-juvenil, adulto e shows intimistas. Com excelente localização, em um dos pontos mais tradicionais e acessíveis da Vila Formosa, o Zanoni Ferrite é o resultado da transformação do antigo auditório da Biblioteca Paulo Setúbal em um teatro com a infra-estrutura necessária para a montagem de um espetáculo, capacidade de 204 lugares e acessibilidade para portadores de deficiência e mobilidade reduzida. A remoção de 420 m² de grades que cercavam a biblioteca deu lugar a um amplo calçadão pavimentado com sistema de ladrilhos especiais, concebidos exclusivamente para o local.

O teatro recebe este nome em homenagem ao ator Zanoni Ferrite, paulistano, com passagem pela Escola de Arte Dramática, que atuou em diversas telenovelas na década de 70. Ferrite faleceu em um acidente de carro em São Paulo, em 1978.

Nome do Teatro: Teatro Zanoni Ferrite
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil

Lista de Outros Importantes Teatros em São Paulo, Brasil:

São Paulo
Complexo Cultural Teatro de Dança, São Paulo
Teatro Bradesco
Teatro Colombo
Teatro Lira Paulistana
Teatro Studio
Teatro Ágora
Teatro Santa Cruz
Teatro Shopping Frei Caneca
Espaço Cultural Arte Gullik
Espaço Cultural Vereda
CC São Paulo - Sala Adoniran Barbosa
Teatro de Bolso - Sala Oscarito
Teatro Arquidiocesano
Teatro Bar SESC - Pompéia
Teatro César
Centro de Artes Banespa - Teatro
Esporte Clube Pinheiros - Teatro
Teatro Fábio Namatame
Teatro Transamérica
Teatro Pirandello
Teatro Hall
Teatro Cultura Inglesa (Pinheiros, São Paulo)
Cultura Inglesa Higienópolis - Auditório
Cultura Inglesa - Café-concerto
Espaço Cultura Inglesa - Vila Mariana
Teatro Nelson Rodrigues (Bela Vista, São Paulo)
Centro Cultural Jabaquara - Teatro
CC São Paulo - Sala Jardel Filho
CC São Paulo - Sala Paulo Emílio Salles Gomes
TAIB - Teatro de Arte Israelita Brasileiro
TBC - Sala Assobradado
Teatro do Maksoud Plaza
Teatro Mario de Andrade (São Paulo)
Teatro Mars
Teatro Martins Penna
Teatro Paulista - Sala Multimídia
Centro Cultural Fiesp - Teatro Popular do SESI
Teatro SESC - Carmo
Teatro SESC - Pompéia
Teatro Vento Forte - Sala dos Olhos
Teatro Vento Forte - Sala das Mãos
Teatro Vento Forte - Sala dos Pés
Teatro Ópera (São Paulo)
TUSP - Teatro da USP
Teatro Brincante
Auditório Alceu Amoroso Lima
Teatro Denoy de Oliveira - CPC da UMES
Café, Teatro & Cia
Teatro-Escola Macunaíma - Salas 1 ou 2
Teatro-Escola Macunaíma - Sala 3
Teatro-Escola Macunaíma - Salas 4, 5 ou 6
Teatro José Ermírio de Moraes
Teatro Studio 184
Teatro Ziembinski (São Paulo)
Teatro Renaissance
Teatro Orion
USP - Teatro Laboratório ECA - Sala Miroel Silveira
Centro da Terra - Teatro
Centro Cultural Elenko KVA
Espaço Cultural Santo Agostinho - Teatro
Espaço dos Satyros Um
Estação das Artes do Complexo Júlio Prestes - Teatro
Jogo Estúdio - Teatro
Sala Centro Brasileiro - Britânico
Teatro Studio X
Teatro SESC - Interlagos
Teatro SESC - Ipiranga
Teatro SESC - São Carlos
Teatro Gazeta
Teatro SESC - Vila Mariana
Funarte - Sala Guiomar Novaes
Funarte - Galpão Carlos Miranda
Espaço Anexo (São Paulo)
Teatro Plínio Marcos
Teatro do Crowne Plaza
Espaço Cultural Promon (antiga Sala São Luiz)
Espaço Cultural Livre
Teatro Santa Catarina
Teatro Lucas Pardo Filho
Teatro Paulo Autran
Teatro da Biblioteca Monteiro Lobato
CC São Paulo - Espaço Cênico Ademar Guerra
Espaço Cultural Lélia Abramo - Teatro
Galpão do Folias
Instituto Goethe - Teatro (São Paulo)
USP - Teatro Laboratório ECA - Sala Alfredo Mesquita
Teatro Recriarte Bijou
CC Banco do Brasil / São Paulo - Teatro
SESC Consolação - Espaço CPT
Teatro SESC - Belenzinho
Teatro SESC - Santo Amaro
Avenida Club (São Paulo)
Casa Café Teatro - Sala Heberth Bezerril
Teatro SESI - CAT Mario Amato
Teatro SESI - Vila das Mercês
Teatro SESI - Vila Leopoldina
Espaço dos Satyros Dois
Espaço dos Insights - Teatro
Viga Espaço Cênico - Sala Principal
Teatro Fábrica São Paulo - sala 1
Citibank Hall (São Paulo)
Teatro Jaraguá
Teatro SESC - Avenida Paulista - Espaço 10.o andar
Teatro Aliança Francesa
Teatro Anne Frank - Hebraica
Teatro Jofre Soares
Teatro-Escola Célia Helena
Teatro CENARTE
Teatro FAAP
Teatro das Nações - Sala Dercy Gonçalves
Funarte - Teatro de Arena Eugênio Kusnet
Teatro Dias Gomes
MASP - Museu de Arte de São Paulo - Teatro
Teatro Hilton
Teatro Imprensa
Teatro de Dança - Teatro Itália
Teatro Brigadeiro
Antigo Teatro Sílvio Santos
Antigo Teatro Zaccaro

Colaboraram: Wikipedia, Teatropédia - Enciclopédia Virtual das Artes do Palco, CTAC - Centro Técnico de Artes Cênicas, Portal do Governo do Estado de São Paulo, Leandro Carvalho - Mestre em História, Portal da Prefeitura de São Paulo, Teatros: uma memória do espaço cênico no Brasil – José Carlos Serroni, São Paulo Antiga, Espaço GT - Teatro Next, Teatro Augusta, Guia da Semana

Um comentário:

  1. Olá amigo, que legal saber que SP tem tantos teatros assim, realmente é um polo cultural adoro! Abraçoooss e obrigado pelo carinho!

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.