segunda-feira, 18 de outubro de 2010

O QUE VOCÊ QUER DO TEATRO?


Muita gente anda procurando o teatro como um meio de conseguir um lugar na televisão, acho isso até interessante, pelo menos é uma forma de aprender um pouco sobre o que se quer fazer. O problema é que muitos já chegam querendo fazer o papel principal, mas não duram mais do que quatro ou cinco ensaios, isto quando não desistem assim que o diretor lhes dá um papel que para eles seja de pouco destaque.

Acho que muitos jovens andam equivocados com a questão do “fazer” teatro, pois, muitos vão atrás de algo que dificilmente encontrarão fazendo teatro. É óbvio que quem tem talento, se sobressai, e consegue até ter uma certa fama, obtendo o respeito e a admiração da classe.

Só que o interesse pela fama, tem causado grandes dificuldades para quem quer fazer teatro. Estou cheio de histórias de diretores que não conseguem realizar um trabalho por falta de elenco, principalmente no meio amador, e isso se deve por conta de algumas pessoas, que simplesmente, querem do teatro, somente a oportunidade de poderem inflar seus egos e mostrar-se perante a alguns amigos, mas, não hora do vamos ver, correm do pau.

Tenho notícias que algumas cidades estão passando por uma crise, principalmente com os grupos amadores de teatro, com muitos mostrando uma enorme falta de qualidade, e um total despreparo de algumas pessoas envolvidas, que acham que só porque já subiram em um palco, são demais! E até se arriscam a dirigir, a escrever e a atuar, sem ter um mínimo de noção do que estão fazendo.

É louvável que muitas pessoas até se esforcem para fazer um trabalho digno, mas o problema, está no propósito. O que você quer do teatro? Com certeza, muitos não saberão responder essa pergunta, e com isso, o que se apresenta como teatro, não passa de um arremedo de caras e bocas, e de uma tentativa frustrante de se mostrar algo que não é merecedor de ser visto.

E quem sofre? Quem realmente leva o teatro a sério, pois acaba sendo colocado do mesmo balaio de gatos, sofrendo as conseqüências, como as críticas generalizadas, a falta de público, até o desdém da população sobre a arte que se faz com todo empenho e dedicação.

Vocês hão de concordar comigo, que não temos como impedir isso, porque cada qual é livre para fazer o que quiser, então, que pelo menos, as pessoas que se acham as tais, procurem obter um pouco mais de informação, se interessem um pouco mais em aprender, e nos façam acreditar naquilo que eles fazem, pois aquele que acha que já sabe tudo, nunca saberá o quanto deixou de aprender.

Ah, quanto o que eu quero do teatro, bom, eu quero no mínimo, poder sentar em um teatro e assistir um espetáculo de verdade, e não, brincadeiras de faz de conta.

Escrito por Paulo Sacaldassy

Colaborou: Oficina de Teatro; Registro de uma das 5 partes de “Os Sertões – O Homem II”, do Teatro Oficina, em sua temporada no Rio de Janeiro. Fotografado no Rio Cena Contemporanea, 2007.

4 comentários:

  1. Olá!! Passando aqui para conferir suas belas postagens e textos.
    Interessante este seu ponto de vista referente ao que se espera do teatro... Mais acho que em todas as áreas tem deste tipo de coisas pessoas oportunistas, que estão num determinado local mais oque na verdade querem é só aparecer por um momento ( Fazer uma graça ) ou almejam e tem a prepotencia e falta de humildade de querer algum grande título de cara.... Sabemos que na vida devemos subir degrau por degrau, trabalhar, buscar fazer o melhor e o resto a vida se encarrega.... O Sucesso seja em qual área for é apenas consequencia de um trabalho bem feito e dever cumprido.....

    Fica na Paz meu amigo.
    Att, Luciane Santiago
    Axé capoeira.

    ResponderExcluir
  2. Uma verdade dolorida...que pena ser assim, mas é.
    Beijossssssss

    ResponderExcluir
  3. O teatro para mim é emoção, sensibilidade, intensidade.
    Uma forma do real e do sonho juntos.
    Sei lá... Sabe? Sempre vi desta forma.
    Meus amigos, se assim não for peço desculpas, mas sou muito inexperiente para ir além. O que sei de teatro?
    Embora tenha vivido num palco, o palco da vida durante 8 anos. Entrei aos 6 e saí dele com 14. De certa forma ainda estou nele visto que me sustento soznha e tenho essa intensidade na alma.
    Teatro é vida, continuação de tudo de mais bonito.

    Beijos queridos.
    Fernanda.

    ResponderExcluir
  4. HI friend, could you exchange link?my site is new, hope you dont mind

    here is my site

    http://teagay.blogspot.com/

    http://gayfinders.blogspot.com/

    teagay

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.