sexta-feira, 2 de julho de 2010

PROGRAMA ATEMPORAL


De 11 de junho a 29 de agosto de 2010, o Teatro Solar de Botafogo será palco, de sexta a domingo, do monólogo Guy de Maupassant. A peça, como o próprio nome antecipa, é uma homenagem ao escritor francês nascido há 160 anos e considerado um dos autores europeus mais influentes, com histórias que enfatizam caráter e sentimentos do ser humano.

A atriz Joana Ferry, dirigida por Evandro Meirelles Santos, interpreta quatro contos do autor. No Campo, Senhorita Perle, A Morta e O Horla (primeira versão) foram os textos escolhidos entre os mais de 300 escritos em 10 anos. Maupassant nasceu em 1850 e faleceu em 1893, pouco antes dos 43 anos, em decorrência de complicações provocadas pela sífilis.

Serviço

Temporada: De 2 de julho de 2010 á 29 de agosto de 2010
Horário(s): Sexta e sábado, ás 21h00hs; Domingo, ás 20:00hs.
Local: Teatro Solar de Botafogo
Endereço: Rua General Polidoro, 180, Botafogo - Zona Sul - Rio de Janeiro/RJ
Telefone(s): (0**21) 2543-5411
Ingresso(s): R$ 30,00



Um dia, quando está caminhando para a escola, o menino Ogroleto passa a ter atitudes estranhas, sentindo uma grande atração pela tonalidade vermelho-sangue. Logo, sua mãe revela a verdade: ele é um ogro e precisa aprender a lidar com as diferenças.

Baseada no texto da canadense Suzanne Lebeau, e dirigida por Karen Acioly, a peça discute o medo e o desejo dentro do universo infantil. No elenco, Mauricio Grecco divide o palco com Carolina Kasting. A peça fica em cartaz no Oi Futuro, amanhã e domingo, dia 4 de julho de 2010.

Serviço

Temporada: Amanhã (03/07/10) e domingo (04/07/10).
Horário(s): Sábado e domingo, ás 16:00hs.
Local: Oi Futuro
Endereço: Rua Dois de Dezembro, 63 (Antigo Museu do Telefone), Flamengo - Zona Sul - Rio de Janeiro/RJ
Telefone(s): (0**21) 3131-3060
Ingresso(s): R$ 10,00



O teatro Miguel Falabella promove de 26 de junho a 12 de julho o projeto Palco de Elite, que promove espetáculos interpretados e produzidos por alunos do ensino fundamental do Colégio Elite.

Serão seis apresentações que adaptam textos da literatura infantil, como Rei Arthur e Os Cavaleiros da Távola Redonda, O Menino Maluquinho, Cinderela, Pinocchio e Peter Pan. Os espetáculos buscam trabalhar tanto o lado pedagógico como a socialização e o enriquecimento cultural dos alunos.

A programação será aberta ao público e o ingresso custará R$ 25,00.

Serviço

Temporada: Até 12 de julho de 2010.
Horário(s): A partir das 9h (26/06, 27/06, 03/07 e 04/07). A partir das 18h (05/07 e 12/07).
Local: Teatro Miguel Falabella
Endereço: Avenida Dom Helder Camara, 5474 Norte Shopping - 2° piso
Cachambi - Zona Norte - Rio de Janeiro/RJ
Telefone(s): (0**21) 2597-4452 / (0**21) 2592-8245
Ingresso(s): R$ 25,00

PASSEIOS


Biblioteca Nacional do Brasil

A Biblioteca Nacional do Brasil é considerada pela UNESCO a oitava biblioteca nacional do mundo e também a maior da América Latina. Seu acervo conta com cerca de 9 milhões de itens, entre livros, manuscritos, mapas, estampas, moedas e medalhas.

O prédio atual da Fundação Biblioteca Nacional teve sua pedra fundamental lançada em 15 de agosto de 1905 e foi inaugurado cinco anos depois, em 29 de outubro de 1910. Integrado à arquitetura da recém-aberta Avenida Central, hoje Avenida Rio Branco, o edifício, projetado pelo General Francisco Marcelino de Sousa Aguiar, é de estilo eclético, no qual se misturam elementos neoclássicos.

Em meio à fachada principal, o edifício possui um pórtico com seis colunas coríntias, que sustentam o frontão ornamentado por um grupo em bronze, tendo ao centro a figura da República, ladeada por alegorias da Imprensa, Bibliografia, Paleografia, Cartografia, Iconografia e Numismática. O conjunto foi executado de acordo com a maquete do artista Modesto Brocos.

Do lado direito da Portada, uma estátua de bronze, de Corrêa Lima, representa a Inteligência. Uma outra, do lado esquerdo, de autoria de Rodolfo Bernardelli, representa o Estudo. Na parte superior da fachada, de cada lado do tímpano, vê-se, em bronze, os anos da fundação da Biblioteca e da inauguração do prédio.

Passeio: Biblioteca Nacional do Brasil
Endereço: Avenida Rio Branco, 219 - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Funcionamento: Segunda a sexta, das 9h às 20h. Sábado, das 9h às 15h. Fechado aos domingos.
Telefone(s): (0**21) 2220-9484
Ingresso(s): R$ 2,00 (visita guiada)



Pedra do Sal

Símbolo da influência africana na cidade, a Pedra do Sal empresta seu nome à comunidade remanescente de quilombos do bairro da Saúde e, desde 1984, é tombada como patrimônio cultural do estado.

A pedra é considerada o núcleo simbólico da região chamada Pequena África, que engloba a Zona Portuária do Rio de Janeiro e os bairros de Gamboa e Saúde. O nome do local se deve ao fato de lá ter sido um ponto de descarregamento do sal que chegava à cidade via mar.

Além de um importante reduto da cultura negra carioca, o local também é bastante significativo para os amantes do samba e do choro. É lá onde se reuniam músicos como Donga, João da Baiana, Pixinguinha e Heitor dos Prazeres, que até hoje inspiram as rodas de samba como aquela que acontece todas as segunda-feiras, sob o comando do grupo Batuque na Cozinha.

Passeio: Pedra do Sal
Endereço: Rua Argemiro Bulcão, s/n° - Centro - Rio de Janeiro/RJ

4 comentários:

  1. Passei por aqui para aprender um pouquinho e energizar minha alma com a força que conduz a Cia ATEMPORAL. Alimentada, agradeço...

    ResponderExcluir
  2. Olá eu sou apaixonada por teatro, que bom que encontrei este blog!!! Minha filha está se preparando para fazer musicais, estamos sempre acompanhando o mundo do teatro!!! Estou seguindo com certeza!!!

    reginadecoupage.blogspot.com

    Beijos!!!

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.