sexta-feira, 18 de junho de 2010

PROGRAMA ATEMPORAL


Em uma metróple, um mendigo acompanhado por um fiel escudeiro, entra em esado de surto e delírio, interagindo com a realidade a sua volta e refletindo a própria miséria e abandono através das falas dos principais personagens da obra de William Shakespeare.

AS JORNADAS DE UM GRUPO

A Trilogia - Jornadas pretende discutir a função social do trágico e do lúdico enquanto características formadoras do teatro ocidental, como eles sobrevivem, se inserem, se modernizam em uma sociedade fortemente globalizada, onde os valores regionais e específicos de cada cultura são diluídos e abafados a cada dia. Utiliza o teatro como instrumento consciente de reflexão e perpetuação de nossa cultura, tanto como brasileiros quanto como latino-americanos e seres humanos inseridos em um contexto social politizado.

Pautada na direção artística de Jiddu Saldanha, iniciou-se em 2008 com a esqute O Cão Sem Plumas. No mesmo ano criamos o espetáculo Jornada Shakespeare - Terror, Miséria e Paixão na Obra de William Shakespeare. O texto é uma organização de trechos de "Rei Lear", "A tragédia de Ricardo III", "Hamlet" e "A tempestade" feita por Jiddu Saldanha e Bruno Peixoto. Jornada de Paz Tempo de Guerra, montado em 2009, é a última parte dessa trilogia.

Ficha Técnica

Espetáculo: Jornada Shakespeare - Terror, Miséria e Paixão
Elenco: Bárbara Morais e Bruno Peixoto
Direção: Jiddu Saldanha
Pesquisa de Textos: Bruno Peixoto e Jiddu Saldanha
Dramatugo: José Facury
Iluminação: Quatro por Quatro
Operação de Luz: Nina Rodrigues
Operação de Som: Julia Faria e Tatianna Rivero
Figurinos, Cenografia e Trilha Sonora: Jiddu Saldanha
Fotografias: André Amaral
Maquiagem: Bárbara Morais
Produção: Bruno Peixoto

Serviço

Temporada: Exclusivamente neste sábado, dia 19 de junho de 2010
Horário(s): 20:00hs
Local: Centro Cultural Laurinda Santos Lobo
Endereço: Rua Monte Alegre, 306, Santa Teresa - Rio de Janeiro/RJ
Telefone(s): (0**21) 2224-3331
Ingresso(s): ENTRADA GRATUITA



Também baseado em uma obra de Willian Shakespeare, Trabalhos de Amor Perdidos é uma comédia romântica com muita confusão e um texto recheado de diálogos inteligentes.

Na história, o rei de Navarra e três lordes decidem fazer três anos de jejum, abstinência sexual e muito estudo para aprimorar o espírito e o conhecimento, mas se arrependem quando uma princesa e suas três damas chegam ao castelo. Para complicar ainda mais a história, cartas escritas são entregues a destinatários errados e é programado um baile de máscaras.

O jogo da conquista entre homens e mulheres é o que guia este espetáculo, com direção de Diogo Villa Maior e adaptação e direção da Cia. Teatral Pilhéria Fina.

Serviço

Temporada: Dia 18 e dia 25 de junho de 2010
Horário(s): 19:00hs
Local: Teatro Ipanema
Endereço: Rua Prudente de Moraes, 824, Ipanema - Rio de Janeiro/RJ
Telefone(s): (0**21) 2523-9794
Ingresso(s): R$ 30,00 (na hora); R$ 15,00 (antecipado)



Quando ainda é um pequeno filhote, Simba aprende a se familiarizar com os perigos da selva, sempre contando com a ajuda de seu pai, Mufasa. À medida em que vai crescendo, ele percebe como os ensinamentos foram essenciais para sua transformação em O Rei Leão.

A peça conta a história que fez sucesso nas telas de cinema nos anos 90. A temporada foi prorrogada até o dia 27 de junho e as apresentações acontecem aos fins de semana no Teatro Vannucci. O espetáculo tem direção de Roberto Resende e, é protagonizado por Renato Calvet e Roberta de Sá Britto.

Serviço

Temporada: Até 27 de junho de 2010
Horário(s): Sábado e domingo, ás 17:00hs.
Local: Teatro Vannucci
Endereço: Rua Marquês de São Vicente, 52 3° Piso - Shopping da Gávea - Gávea - Rio de Janeiro/RJ
Telefone(s): (0**21) 2239-8595 / (0**21) 2274-7246
Ingresso(s): R$ 40,00
Foto: Nina Reis


PASSEIOS


Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Criado em 1808 por D. João VI para aclimatar as mudas de espécies que vinham da Europa, o Jardim Botânico tem mais de 8.000 tipos de plantas e flores do Brasil e de outras partes do mundo. O parque possui uma área total de 137 alqueires (54 deles de área cultivada) e promove estudos de vegetais das diversas regiões do país. Desenvolve projetos específicos para subsidiar a conservação e o manejo do meio ambiente.

Dentro do parque há dois museus: o Botânico, que possui um grande acervo de documentos sobre o assunto, e a Casa dos Pilões, antiga fábrica de pólvora que exibe escavações arqueológicas. Outras atrações são as estufas, o orquidário e o bromeliário. Tem lanchonete, biblioteca e loja. Para as crianças, o ponto mais concorrido é o parquinho, com brinquedos como escorregador e balanços, além de tanque de areia, labirinto, quiosque e área de piquenique.

Passeio: Jardim Botânico do Rio de Janeiro
Endereço: Rua Jardim Botânico, 1008 - Jardim Botânico - Zona Sul - Rio de Janeiro/RJ
Funcionamento: Diariamente, das 8h às 17h.
Telefone(s): (0**21) 3874-1808
Ingresso(s): R$ 5,00.

4 comentários:

  1. quem mora na cidade do RJ so fica em casa se quiser; tantas atracoes neste fim de semana.... e gratuitto..... amei o programa atemporal bjssss p tds

    ResponderExcluir
  2. Olá, olá passando pra fuxicar as novidades, que delícia o Jardim Botânico, nossa faz tempo que não vou lá, viu? Preciso voltar...
    Beijo, beijo!
    She

    ResponderExcluir
  3. Muito o texto, aqui encontramos sempre textos muito bons, onde se pode aprender muito sobre cultura e arte.Parabéns

    ResponderExcluir
  4. super legal essas dicas! parabens, cia. de teatro atemporal!

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.