sexta-feira, 11 de junho de 2010

PROGRAMA ATEMPORAL


Três esquetes teatrais dirigidas por Jiddu Saldanha em parceria com os Grupo Bicho de Porco e Teatro Trupiniquim a partir de grandes obras da literatura brasileira. Marcando a reestréia do Grupo Bicho de Porco no Rio de Janeiro com todo o seu repertório recente e a parceria com o Teatro Trupiniquim.

Temporada: Exclusivamente neste sábado, dia 12 de junho de 2010
Horário(s): 20:00hs
Local: Centro Cultural Laurinda Santos Lobo
Endereço: Rua Monte Alegre, 306, Santa Teresa - Rio de Janeiro/RJ
Telefone(s): (0**21) 2224-3331
Ingresso(s): ENTRADA GRATUITA. Senhas distribuídas uma hora antes do evento.

Confira Detalhes das Esquetes que Serão Apresentadas:


"O CÃO SEM PLUMAS"
de João Cabral de Melo Neto


Através da mímica moderna, a cena traz um olhar revitalizado ao estranho mundo imagético e sonoro de João Cabral de Melo Neto, tendo como base uma de suas obras mais conhecidas. O Cão Sem Plumas foi o primeiro trabalho do Grupo Bicho de Porco sob a direção artística de Jiddu Saldanha. Essa apresentação marca a estréia de Bárbara Morais no papel que também é defendido por Bruno Peixoto.

Ficha Técnica

Esquete: O Cão Sem Plumas
Elenco – Bárbara Morais
Encenação – Jiddu Saldanha
Iluminação, Sonoplastia e Equipe Técnica – Quatro por Quatro
Produção e Programação Visual – Bruno Peixoto
Realização – Grupo Bicho de Porco
Parcerias – Atelier D`Aroreira e Projeto Cinema Possível
Duração: 17 min
Classificação: Livre
Fotografias – André Amaral


"RESIDÊNCIA NO REDEMOINHO"


Perambulando pelas terras do Brasil, Conceição já encontrou de tudo. E cada vez mais ela se sente impelida a caminhar, a viajar, para conhecer e questionar. Só o ímpeto de partida que a acompanha desde a juventude, sua fé tamanha da qual duvida a todo momento e seu atinado e insensato gosto por filosofias são que vão guiando essa mulher pelas distâncias que seus olhos e seus ouvidos não deixam escapar nenhum detalhe. Realizado a partir de trechos de Grande Sertão: Veredas e O Apocalipse de João.


Ficha Técnica

Esquete: Residência no Redemoinho
Elenco: Karol Schittini
Encenação: Jiddu Saldanha
Texto: Guimarães Rosa e Huguera Rodrigues
Assistência de Direção: Bruno Peixoto
Preparação Vocal: Carlos Gracie
Realização: Teatro Trupiniquim
Duração: 12 minutos
Classificação: Livre


"JORNADA DE PAZ TEMPO DE GUERRA"


Três soldados, perdidos num campo de batalha de um lugar muito distante encontram-se por acaso numa clareira e ali, esquecem as trincheiras e se entregam ao universo lúdico, lírico e bacante da poesia como arma de resgate da própria humanidade perdida. Realizado a partir do poema Canto ao Homem do Povo.



Ficha Técnica

Esquete: Jornada de Paz Tempo de Guerra
Elenco: Bárbara Morais, Bruno Peixoto e Louise Marrie
Encenação: Jiddu Saldanha
Texto: Carlos Drummond de Andrade
Consultor Dramático: José Facury
Coordenação de Pesquisas: Bárbara Morais
Iluminação, Sonoplastia e Equipe Técnica: Quatro por Quatro
Produção e Programação Visual: Bruno Peixoto
Supervisão Corporal: Tatiana Prota
Realização: Grupo Bicho de Porco
Parcerias: Atelier D`Aroreira e Projeto Cinema Possível
Duração: 15 min
Classificação: Livre
Fotografias: André Amaral


PASSEIOS


Feira de São Cristóvão

Com o objetivo de preservar a cultura nordestina na cidade, a Prefeitura do Rio reformou o Pavilhão de São Cristóvão, onde, desde 2003, funciona o Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas, que por sua vez abriga a tradicional Feira de São Cristóvão.

São cerca de 700 barracas fixas que oferecem as várias modalidades da cultura nordestina: culinária típica, artesanato, trios e bandas de forró, dança, cantores, poetas populares, repentes e literatura de cordel, que atraem cerca de 450 mil visitantes por mês, entre turistas e cidadãos cariocas.


Com entrada gratuita, o local oferece boa infraestrutura, com pista de dança, palcos para shows, restaurantes de culinária nordestina, lojas de venda de artesanato, banheiros públicos e estacionamento.

Passeio: Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas (Feira de São Cristóvão)
Endereço: Campo de São Cristóvão S/Nº - Pavilhão de São Cristóvão - Zona Norte - Rio de Janeiro/RJ
Funcionamento: De terça a quinta, 10h às 16h; 10h de sexta até 20h de domingo (ininterrupto)
Telefone(s): (0**21) 3734-7376
Ingresso(s): Grátis



Arcos da Lapa

O antigo Aqueduto da Carioca é a mais monumental obra empreendida no Brasil durante o período colonial. Construído para distribuir à população as águas das nascentes do Rio Carioca, hoje ele serve de viaduto para uma outra grande atração: os bondes que ligam a Estação da Carioca ao bairro de Santa Teresa.

Símbolo da Lapa, bairro que já serviu de referência para o que de mais importante aconteceu na vida noturna do Rio, os Arcos da Lapa têm 270 metros de extensão. A construção em estilo romano e possui 42 arcos duplos de alvenaria, construídos por índios e escravos no século XVIII.

Passeio: Arcos da Lapa
Endereço: Praça Cardeal Câmara, s/nº Largo da Lapa
Lapa - Centro - Rio de Janeiro/RJ

4 comentários:

  1. Excelentes pedidas para o final de semana no RJ; O destaque vai para o GRANDES NOMES DA LITERATURA; as 3 esquetes prometem na noite deste sábado em Santa Teresa. Abss forte p tdss!

    Adoro este Blog!

    Parabens, Cia Atemporal!

    Gurgel.

    ResponderExcluir
  2. Olá Clemente, Cia temporal...como estão vcs???OLha..que recado mais fofo que recebi de vcs, que recado mais supimpa!!!!E já estou esperando sim a visitinha dessa turma aqui em Belém do Pará. Essa terrinha aqui é bôa viu!!Com certeza serão muito bem recepcionados.Afinal, não é todo dia que encontramos artistas assim tão, tão..tão maravilhososo né??Valeu amigos! Sucesso! Bjks

    Flor Morenah

    ResponderExcluir
  3. João cabral de Melo Neto,ontem tava lendo literatura e li sobre ele.
    Aí no RJ sempre cheio de arte,q saudades do meu Rio de Janeiro.
    :*

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.