segunda-feira, 21 de junho de 2010

FUTEBOL EM CENA - UM ESPETÁCULO TEATRAL


Alguém já reparou o quão o futebol e o teatro têm coisas em comum? O futebol é uma arte espetacular onde os jogadores atuam como se estivessem num grande palco. A direção fica a cargo do treinador que supervisiona e dirige à montagem do elenco. Para preparar o espetáculo existem os treinos em que o técnico faz os ensaios com alguns quesitos importantíssimos tais como: a alteração de algumas posições, testes e correções de alguns atores entre outras. Tudo isso para que tudo saia com exatidão na estréia.

Chegado o grande dia quando todos os refletores estão acesos e as cortinas se abrem (ops! desculpem) os portões se abrem e o tablado todo armado, agora está tudo pronto para começar o show. A grande torcida é o público que encara a peça com ânsia e temor, pois não se sabe o script do jogo, daí chega um ponto de difusão, pois nem mesmo atores, diretores e público conhecem o enredo e principalmente o desfecho, uma das qualidades excepcionais do futebol, visto que a história é escrita conforme o decorrer da partida.

Quando os craques da bola entram em cena a emoção começa, os ânimos se alteram e se dividem os papéis, os protagonistas e antagonistas, certo de que cada torcida tem seus vilões e mocinhos. O personagem que comanda o roteiro é o juiz, uma vez que ele é quem lidera as cenas (as jogadas) e qualquer encenação fora do cenário futebolístico, podendo acarretar em expulsões ou advertências. O futebol, muitas vezes, causa uma dualidade de emoções. Ora se confunde com a comédia dell´art contendo algazarras, gritos de torcidas, outrora como um drama shakespereano capaz de causar medos e instâncias, conforme já dizia Nelson Rodrigues: “A mais sórdida pelada é de uma complexidade shaskespereana”. Essa nuance se mistura sob a influência direta da platéia, que opina e xinga atos que não ocorrem no círculo teatral. O gol é o principal momento de êxtase do público, onde no teatro seria o ápice da cena, ocasião crucial de aprovação da torcida e que logo o transforma em aplausos. Porém se o resultado não agradar, a crítica é ferrenha e cruel que pode advir em demissões e/ou substituições de atores, fatores estes que contribuem para melhoria do próximo espetáculo. Este novo espetáculo com alterações é sempre um novo show, pois a história se reescreve novamente.

Com isso não quero afirmar que o futebol e o teatro são idênticos, mas que se identificam. Porque ninguém vê um jogo de futebol parado, pois assim não teria graça, esta é a maior qualidade desta arte. Porém não podemos esquecer que o teatro é um jogo, um jogo de persuasão, um jogo de atores, ele amplia a visão e os instrumentos de quem o “joga”. Por fim, finalizo com uma frase de Daniel Piza (colunista do Estado de São Paulo) “o futebol tem teatro, mas não é teatro”.

Escrito por Diego Albuck 

Colaborou: Oficina de Teatro; Foto: Espetáculo "Chapetuba F.C." (2009)

6 comentários:

  1. maria carla araujo21 de junho de 2010 07:59

    futebol é arte e arte é cultura e cultura é teatro!

    adorei o texto!

    beijão para todos da atemporal!

    ResponderExcluir
  2. TEATRO É SHOW DE BOLA!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Ei queridos tem selinho pra vcs lá no meu Cantinho, o nome do selinho é "Prêmio Dardos" e está no meu segundo post do dia 21/06, se quiserem aceitar é só vcs pegarem lá, beijo, beijo!
    She

    ResponderExcluir
  4. Ninguém consegue ver futebol sem se emocianar.. Pelo menos eu me emociona a cada lance, jogada, gol, defesa... E também ninguém conseguir ir ao teatro sem se emocionar, sem se identificar ou se perceber ao menos por um momento nos atos, cenas, representações e personagens...
    Assim na arte e suas faces vamos nos encontrando, em nossas diversas percepções e anseios... Viva a vida e a arte...

    ResponderExcluir
  5. Que texto interessante.
    Sabe q nunca pensei nisso? Odeio futebol,amo teatro.
    É minha paixão de longa data.
    Obrigada pelo carinho.
    :*

    ResponderExcluir
  6. Olá a todos da Cia!!

    Primeiro quero agradecer pelas honrarias de ver meu texto sendo escultado e expandido para os meus companheiros da cia de teatro atemporal. Ao fazer esse texto quis criar uma relação mesmo que pequena entre essas duas formas de expressão, visto que sou apaixonado por ambas as artes (Teatro e Futebol).
    MUITO OBRIGADO!!

    Beijos e Abraços a todos!!

    Diego Albuck

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.