segunda-feira, 24 de maio de 2010

A ARTE PRECISA REAGIR!


Em um desses dias me peguei diante da TV assistindo ao jornal que me parece ser o mesmo a cada dia, parece que só mudam as datas, pois as notícias são sempre previsíveis: - Assalto, violência, Tragédia, morte... E por ai vai.

Nesse mesmo instante me veio uma reflexão a cerca da arte. Uma pergunta quase que instantânea se instalou na minha mente, e fico a perguntar a mim mesmo, que futuro pode ter um país cujo povo é bombardeado 24 horas por dia com o mesmo tipo de notícia torpe? Que tipo de adultos teremos daqui a dez, vinte ou trinta anos...?

Perguntas por enquanto sem respostas, porém, uma certeza me vem. Mais do que nunca o povo precisa de arte! De todo tipo de arte, para combater essa lavagem cerebral que tem como único objetivo a disseminação do horror e do caos, como forma de atrofiar a mente humana...

Outro dia vi uma reportagem (de quase 20 minutos) que mostrava a vida de “um famoso traficante” dentro da cadeia (pois famoso a mídia o fez), vejam o absurdo! Então pensei, quantos e quantos artistas não batem às portas da TV´s, rádios e jornais todos os dias em busca de apoio para simplesmente divulgarem seus trabalhos e são sumariamente ignorados.

Ou seja, temos uma imprensa que transforma bandidos em verdadeiras celebridades e se negam a divulgar coisas realmente interessantes, que possam de alguma forma contribuir para o crescimento e o desenvolvimento cultural da sociedade.

Diante deste sistema caótico que se mostra, penso que é preciso uma reação por parte da nossa arte! Para que a sociedade possa ver que o mundo não se restringe a este monstruoso quadro mostrado pela mídia oportunista e tendenciosa que temos. É preciso, no entanto que os artistas se unam para levarem sua arte ao maior número de pessoas possíveis. É preciso reagir! E reagir fazendo arte, que tem o poder de fazer as pessoas refletirem, pensarem, e assim, também reagirem.

O artista tem diante de si um grande desafio, e não pode se dar por vencido diante das dificuldades impostas pelo sistema... E isso se aplica a arte em todas as suas vertentes. Ao pequeno grupo de teatro que tem dificuldades em conseguir espaço para fazer seus ensaios, ao artista plástico que não consegue expor seu trabalho, ao escritor que não consegue publicar sua obra, ao músico que não consegue demonstrar seu trabalho, enfim...

É preciso reagir! E reagir é próprio do artista, daquele que traz dentro de si não o desejo doentio pela fama efêmera a qualquer custo, mas aquele que traz no peito o amor incomensurável pela arte que faz. O artista que se sente pago pelo simples fato de poder fazer e mostrar sua arte.

É preciso vencer as barreiras, pensar diferente, criar novas formas, novos meios de disseminar a arte neste país que adoece a cada jornal, a cada novela, a cada BBB... É preciso ir na contramão das tendências e fazer valer a luta dos mártires do passado que se entregaram por um novo dia.

Mais do que nunca o mundo precisa do artista, do verdadeiro artista. Da arte, da verdadeira arte. Mais do que nunca, a arte precisa reagir!

Escrito por Manoel Messias 

Colaborou: Oficina de Teatro; Foto: Espetáculo de rua "Carmen Funebre" da companhia polonesa Teatr Biuro Podrózy (2008)

Um comentário:

  1. Oi, Clemente!

    A Arte precisa reagir mesmo; belo texto do Manoel Messias! Parabens!

    Beijos!

    Tayana

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.