quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

O ATOR E SEUS FANTASMAS


Muito mais difícil que possa parecer, estar em cima de um palco interpretando a vida de uma personagem, é enfrentar e ter de conviver e esconder os medos e os fantasmas que atormentam a vida real de um ator. E não é nada fácil conviver com todos eles, pois, o glamour em que foi transformada a profissão do ator torna as coisas ainda mais difíceis.

Quando um ator pisa em um palco, o medo de esquecer o texto, o atormenta por todo o espetáculo. O fantasma do fracasso ronda toda a temporada em que o espetáculo fica em cartaz. A opinião pública é sempre aguardada e a crítica, por muitas vezes, apavora. Esses são apenas alguns sintomas que um ator tem de enfrentar.

Ser ator requer muito mais que saber interpretar o texto, que saber colocar a voz, que saber comover, emocionar ou fazer rir. Ser ator não é apenas querer aparecer na TV, receber aplausos e elogios. Ser ator é estar preparado para vencer os medos e os fantasmas. É saber que nem todo fracasso é definitivo, nem o sucesso. Muitos não resistem ao primeiro espetáculo.

Nada há nada mais decepcionante do que se sentir senhor de si, dono da situação, certo de estar fazendo uma grande apresentação sobre um palco, e, ao final, receber uma crítica, ou vaias e apupos, ou ainda, comentários pejorativos sobre sua atuação, mesmo que você ainda seja iniciante. Por isso, se preparar para esses percalços pode fortalecer a sua carreira profissional.

O ator não pode e não deve se achar, acima do bem e do mal. Não pode nunca estar satisfeito com o seu trabalho. Tem que estar sempre buscando melhor. Tem ainda de saber assimilar as críticas e ter a humildade suficiente para se aprimorar cada dia, mais e mais. Só assim, conseguirá reunir as condições necessárias para enfrentar todos os medos e fantasmas que atormentam um ator, e vencê-los todos.

Preparar o seu psicológico para o sucesso e para o fracasso, deve ter a mesma medida do que se preparar para atuar e ser um grande ator. Um ator psicologicamente preparado para enfrentar todos os medos e fantasmas, saberá lidar melhor com a carreira tão difícil quanto está. E não perderá o foco quando esses medos e fantasmas rondarem a sua vida.

Lembre-se que nem sempre se agrada à todos. O que pode ser bom pra mim, pode não ser bom para você, mas nem por isso, significa que você faz algo que lhe desmereça. Saber vencer os medos e os fantasmas fortalece um ator e o tornará cada dia melhor. E isso vale para o diretor, para o dramaturgo, para o iluminador, para o cenógrafo, para todos.

Escrito por Paulo Sacaldassy. 

Colaborou: Oficina de Teatro; Foto: Cristiane Rochol - Teatro de Sombra

5 comentários:

  1. Oi Clemente =)
    Como andam os projetos da companhia para este ano de 2010 =)
    Desejo ver a Glorinha e vc nos palcos ;)
    Escreva noticias =)
    Um beijão =+
    Franciny

    ResponderExcluir
  2. Oi Clemente =)
    Como andam os projetos da companhia para este ano de 2010 =)
    Desejo ver a Glorinha e vc nos palcos ;)
    Escreva noticias =)
    Um beijão =+
    Franciny

    ResponderExcluir
  3. Muito bom seu texto.Mostra tudo que um ator passa e tem que enfrentar.Parabéns

    ResponderExcluir
  4. Adorei este texto! Simplesmente fantástico!

    Beijos para todos da Cia. De Teatro Atemporal!

    ResponderExcluir
  5. Quando estou em cima de um palco vivo e sinto uma alegria interior enorme. Todos as ideias, tudo o que me rodeia pára dentro da minha cabeça e dá lugar ao teatro. Tudo em mim é teatro. Tudo em nós é teatro. A nossa vida na verdade, é um teatro. A escola, o trabalho, a familia, a polica, não passam de um aglumerado de "teatro". Em cima do palco sinto uma explusão de factos e de coisas que, para mim, são imprescindiveis no teatro. Vivo e sinto o teatro em cima de um palco. Sei o que é o amor pelos palcos e, mais importante, sei o que é o teatro.
    Quando fazemos teatro para alguem, o que nos alegra mais são ouvir as palmas no final, e não ouvir uma critica, como o texto refere. Apesar das criticas serem importantes para crescermos interiormente e neste caso em cima do palco.
    Parabens ao vosso grupo e "muita merda" (como se diz no teatro) para voces.

    ResponderExcluir

A Cia. De Teatro Atemporal agradeçe os seus comentários.