quinta-feira, 24 de setembro de 2009

TEATROS DO MUNDO

Teatro Romano de Segóbriga


O Teatro Romano de Segóbriga foi construído, como de costume, ao lado de uma montanha, a fim de deixar as linhas diretamente com base em uma rocha. O cavea era quase semicirculares e a skene, retangular: uma estrutura típica dos teatros romanos.

O teatro embora pequeno, por si só, mostra sua complexidade e originalidade notável. Sua estrutura foi provavelmente composto por duas ordens de colunas sobrepostas, coroada por arquitrave e cobertura. Atrás deles, havia corredores e salas para os atores.

Atuamente o teatro recebe espetáculos modernos, muitos turistas e arqueólogos de diversas partes do planeta.

Nome do Teatro: Teatro Romano de Segóbriga
Localização: Tarraconensis, Espanha


Teatro Romano de Sagunto


O Teatro Romano de Sagunto, edifício a ser construído em meados do século primeiro, como foi documentado através de escavações arqueológicas realizadas recentemente, tem sido citado por turistas e historiadores do mundo com um dos teatros romanos mais aconchegantes e agradáveis da história.

A construção do teatro difunde a partir do século IV aC. Os espetáculos nos tempos dos romanos geralmente era apresentados durante o dia. Também nos tempos romanos, o teatro assume claramente uma política social, que é referida na arquitetura.

Sucessivas restaurações do edifício durante o século XX não conseguiram um retrato exato da primeira unidade arquitetônica do teatro romano, tornando-se distorcida as suas origens.

O teatro representa a tradição cultural de uma cidade antiga, sobreviver e manter inalterados os elementos que definem desde o início.

Nome do Teatro: Teatro Romano de Sagunto
Localização: Sagunto, Espanha


Teatro Romano de Bosra


O Teatro Romano de Bosra foi construído no século 2 dC podendo acomodar 15 mil espectadores. A acústica foi cuidadosamente projetado para que, mesmo aqueles que se acomodassem nos assentos mais baratos podia ouvir os atores. O estágio foi de 45 metros de largura e 8 metros de profundidade.

Em seu auge, o teatro foi confrontado com mármore e coberto de tapeçarias de seda, e durante as apresentações uma fina névoa de água perfumada fou pulverizada sobre os fregueses para mantê-los confortáveis no coração do deserto. Uma grande área na frente do palco pode ter sido usada para os circos ou espetáculos de gladiadores.

Uma fortaleza foi construída em torno do teatro durante os períodos Omíada e Abássida, que responde seu excelente estado de conservação. Ao contrário de muitos outros teatros romanos, que foram contruídos em uma montanha, o Teatro Romano de Bosra é autônomo.

Nome do Teatro: Teatro Romano de Bosra
Localização: Bosra, Síria


Teatro Romano de Palmyra


Após os romanos conquistarem a Síria, Palmyra floresceu e ficou conhecida como a cidade das palmeiras. O Imperador Caralla fundou uma colonia romana, que gerou construções, ruas, arcos, templos, estátuas e um luxuoso e requintado teatro romano, tornando Palmyra uma das maiores cidades do Império Romano.

O Teatro Romano de Palmyra está bem conservado e é um dos cartões postais da cidade. O teatro recebe festivais e variados espetáculos durante todo o ano.

Nome do Teatro: Teatro Romano de Palmyra
Localização: Palmyra, Síria

Colaboraram Com As Pesquisas: Ancient theatres, Wikipédia, wordofstock, spanisharts, theatres.qva.es, sacred-destinations & wordheritagesite

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

TEATROS DO MUNDO

Teatro Romano de Mérida


O Teatro Romano de Mérida foi mandado construir pelo cônsul Marco Vipsânio Agripa e inaugurado, possivelmente, entre 16-15 adC.

Situado na capital de Estremadura, na Espanha, é um dos monumentos mais relevantes da cidade e desde 1933 recebe o Festival de Teatro Clássico com o qual recupera a sua função original. No momento o teatro tem capacidade para 6 mil espectadores, divididos em três zonas, pela orquestra, lugar em que nas representações ocupava o coro, o palco e por último o cenário.

O Teatro Romano de Mérida sofreu varias remodelações, a mais importante foi no final do século I, possivelmente na época do imperador Trajano, quando se levantou a atual frente do palco, e outra entre os anos 330-340.

Nome do Teatro: Teatro Romano de Mérida
Localização: Mérida, Espanha


Teatro Romano de Málaga


O Teatro Romano de Málaga, no sopé da colina do castelo, as Street Alcazabilla. Foi descoberto em 1951 depois de ter sido enterrado há séculos, quando eles estavam fazendo algum trabalho para a Casa da Cultura, descobriu que era construído em cima dela. Em 1994, a Casa da Cultura foi demolida, descobrindo o teatro inteiro.

O Teatro Romano de Málaga teve suas origens no primeiro século aC, na época de Roma, Málaga, quando fazia parte da província romana da HispaniaUlterior. O teatro foi construído na época de Augusto, usado até o século terceiro.

No período muçulmano, foi usado como uma pedreira para a reestruturação da Alcazaba, usando as capitais e os eixos de colunas, como sujeito de arcos de ferradura das portas da Cidadela.

Nome do Teatro: Teatro Romano de Málaga
Localização: Málaga, Espanha


Teatro Romano de Clunia


Arqueólogos estimam que o Teatro Romano de Clunia tem mais de 9 mil anos. Desde que o teatro foi escavado em 2002 foram feitas muitas descobertas. Dentre elas, em 2003 uma entrada foi encontrada para o sistema de drenagem, que continua a drenar a água do solo depois de 2 mil anos. Escavações em 2004 foram descobertas provas, que os romanos usavam o teatro para acomodar lutas de gladiadores e outros espetáculos.

Para mover os bastidores do teatro em 2007 uma equipe de arqueólogos encontraram várias salas subterrâneas que foram possivelmente usada por atores e gladiadores.

O governo local geralmente organiza uma série de peças e concertos no teatro.

Nome do Teatro: Teatro Romano de Clunia
Localização: Colônia Clunia Sulpicia - Província de Burgos, Espanha


Teatro Romano de Cartagena


O Teatro Romano Carthago Nova, hoje Cartagena, foi descoberto em 1988 e é um dos maiores e mais ricos de todos os romana Hispânia (nome dado pelos fenícios para a Península Ibérica, mais tarde usado pelos Romanos). A cidade já tinha um anfiteatro grande, republicano vintage, e agora o Imperador lhe dá um fórum grande e um grande teatro.

O Teatro Romano de Cartagena foi construído sob o imperador Augusto. O teatro foi dedicado a Lúcio e César Gaio, os jovens príncipes e netos de Otávio Augusto, cujo os nomes aparecem em duas grandes vergas de mármore cinza localizado na entrada leste e oeste do teatro. Por esta razão, sabemos que foi construída entre 5 e 1 aC

A cidade foi destruída pelos vândalos em 425. A restauração do monumento foi concluído em 2008. A restauração seguiu a abordagem diferenciar claramente o que são os materiais que são originais novos materiais. A restauração arqueológica foi feita sob a direção técnica de Maria Isabel Garcia-Ruiz Galán.

Nome do Teatro: Teatro Romano de Cartagena
Localização: Cartagena, Espanha


Teatro Romano de Zaragoza


O teatro foi construído é também um dos maiores teatro da Hispânia romana e o único no país que sobreviveu em uma cidade habitada em constante crescimento. Dado seu tamanho, 7 mil metros quadrados, é um dos edifícios mais espetáculares na arqueologia de Zaragoza.

A orquestra tinha cerca de 107 metros de diâmetro e capacidade para 6 mil pessoas, superando o número da população da cidade de Zaragoza na ocasião.

A instalação de uma cobertura sobre o Teatro Romano de Zaragoza o protege de danos e pode evitar o acúmulo de sujeira. Para isso, utilizam um sistema de malha especial composto de barras esféricas e tubulares. O teatro romano pode ser visitado todos os dias, inclusive feriados, das 10 ás 14 horas, de graça, embora Maria Jesus Martinez, representante-adjunto do turismo, disse que "espera expandir esta zona pelo aplicativo."

Nome do Teatro: Teatro Romano de Zaragoza
Localização: Zaragoza, Espanha

Colaboraram Com As Pesquisas: Ancient theatres, Wikipédia, redaragon.com/turismo/rutaromania, archaeospain.com/clunia

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

TEATROS DO MUNDO

Confira Uma Lista Com Outros Importantes Teatros da Grécia Antiga

  • Teatro Abdera
  • Teatro Aigeira
  • Teatro Aigina
  • Teatro Akra
  • Teatro Ambrakia
  • Teatro Amphiaraeion
  • Teatro Andros
  • Teatro Anemourion
  • Teatro Cassope
  • Teatro Caveirion
  • Teatro Chaeroneia
  • Teatro Corinth
  • Teatro Demetrias
  • Teatro Dion
  • Teatro Elis
  • Teatro Hephaestia
  • Teatro Eretria
  • Teatro Ithmia
  • Teatro Lindos (Rodes)
  • Teatro Mantineia
  • Teatro Megalopolis
  • Teatro Megara
  • Teatro Melos (ou Milos)
  • Teatro Messene
  • Teatro Mitilene
  • Teatro Oiniadai
  • Teatro Orchomenus
  • Teatro Oropos
  • Teatro Philippoi (ou Filipo)
  • Teatro Piraeus
  • Teatro Pleuron
  • Teatro Salamina
  • Teatro Samos
  • Teatro Sicyon
  • Teatro Sparta
  • Teatro Stratos
  • Teatro Tanagra
  • Teatro Thassos
  • Teatro Thera
  • Teatro Thorikos
  • Teatro Vergina

Colaboraram Com As Pesquisas: Wikipédia Commons - Ancient teathres, globosapiens.net, mesogeia.net, geology.upatras, romit.org, omeartlover.tripod, demokritos, whitman.edu/theatre & mlahanas

TEATROS DO MUNDO

Teatro Romano de Plovdiv


O antigo teatro em Plovdiv é o edifício mais imponente da época romana que chegou até nós. Demorou mais de dez anos para limpar o anfiteatro e remover a espessa camada de 15 metros de terra que estava cobrindo o teatro.

Os assentos foram moldados e divididos em dois anéis de 14 linhas cada. Muito provavelmente o teatro tinha capacidade para 7 mil espectadores, no máximo. Os nomes dos bairros da cidade foram, respectivamente, cinzelados nas bancadas de cada setor.

Os dois estágios de nível exibe a riqueza arquitetônica e decorativa do edifício, materiais de alta qualidade e ao trabalho artístico de forma inequívoca mostra a enorme importância social anexa ao Teatro da Cidade.

Nome do Teatro: Teatro Romano de Plovdiv
Localização: Plovdiv, Bulgária


Teatro Delos


Delos, uma ilha sagrada para os gregos antigos, possui um teatro grego construído no século 2 a. C. O teatro com capacidade para 5 mil e 500 espectadores, tem a orquestra ao típico estilo grego com uma forma de 2 / 3 (em círculo, enquanto os romanos tinham 1 / 2 de círculo).

Atrás da orquestra costumava haver uma skene sustentada por quatro colunas, que é a caracteristica original deste teatro. Do alto do histórico teatro é possível admirar uma bela vista do Mar Egeu.

Atualmente o Teatro Delos recebe muitos turistas, historiadores e os mais diversificados espetáculos do teatro contemporâneo.

Nome do Teatro: Teatro Delos
Localização: Delos, Grécia


Teatro Romano Odeon de Patras



O Teatro Romano Odeon de Patras é mencionado por Pausânias (geógrafo e viajante grego, autor da Descrição da Grécia) como o melhor Odeon na Grécia, sendo superado apenas no tamanho e na decoração pelo Teatro Odeon de Herodes Ático (que conhecemos na primeira postagem da série), em Atenas.

O teatro foi construído 160 d. C. e deixou de ser utilizado no 3° século. Ele tem o cavea, orquestra, proscênio, cena e paraskenia. O cavea, prendendo cerca de 2 mil e 500 espectadores, tem três escadarias construídas, quatro fileiras de assentos na parte inferior e sete na parte superior.

O teatro foi localizado em 1899, totalmente coberto com terra. Atualmente o teatro recebe o Festival Internacional de Patras, espetáculos de teatro contemporâneos grego e estrangeiro além de performances de cantores, bandas e músicos.

Nome do Teatro: Teatro romano Odeon de Patras
Localização: Patras, Grécia


Teatro Kos


Em 1933, um terremoto danificou bastante a parte mais antiga da ilha da Kos (também chamada de Cós). A maioria das novas habitações construídas caíram diretamente sobre os alicerces dos antigos templos e mercados. Isto levou uma grande campanha de escavações.

O teatro grego local está em bom estado. A construção do anfiteatro foi baseada em galerias abobadadas. O Teatro Kos foi palco das mais variadas e históricas representações teatrais na Grécia Antiga e até os dias atuais recebe vários espetáculos.

Nome do Teatro: Teatro Kos
Localização: Kos, Grécia


Teatro Argos


As ruínas de dois locais distintos do teatro, situado a apenas 100 metros um do outro, foram escavados em Argos. A primeira data para a escavação foi em 1892. O Teatro Argos (320 a. C.) apresenta uma orquestra subterrânea e um alto muro situado na parte superior do auditório impedindo, na ocasião, a entrada de pessoas não autorizadas para os espetáculos e uma melhor qualidade acústica.

Segundo historiadores a qualidade atual da acústica do teatro continua excelente, mesmo sem a ressonância que o muro, hoje não presente, fornecia.

O teatro é um dos mais antigos da Grécia Antiga e hoje serve como atração para turistas e historiadores de diversas partes do mundo.

Nome do Teatro: Teatro Argos
Localização: Peloponeso, Grécia

Colaboraram: Wikipédia Commons - Ancient teathres, ImagesFromBulgaria, globosapiens.net, mesogeia.net, geology.upatras, romit.org, omeartlover.tripod, demokritos, whitman.edu/theatre & mlahanas

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

A CRIAÇÃO DE UM PAPEL


A miúdo, nem mesmo o ator pode explicar como cria um papel. Porque o processo é demasiadamente complicado para que possa dar-se conta dele.

O talento não é suficiente para que o ator apareça em cena e faça um ou mais papéis. Os atores novos pensam que basta ter talento e vocação para galgarem uma carreira como ator ou atriz.

Não bastam os impulsos, á vontade e a audácia de aparecer em público para que deles sejam transformados em atores.

Antes de tudo é necessário que o intérprete possa dominar-se, dominar os seus meios expressivos como se seu próprio corpo fosse um instrumento. Antes de um concerto um musico afina seu instrumento. Da mesma forma o corpo e a voz de um ator, necessitam desta afinação para que possam responder plenamente e prontamente aos impulsos de sua emoção.

A par de uma capacidade congênita, o ator necessita de uma técnica disciplinada, de um treinamento prolongado.

Possua ou não esta capacidade congênita, que chamaremos de "talento", continuam sendo seu instrumento de expressão o seu corpo e a sua voz.

Cada ator possui uma personalidade, um tipo físico, uma forma de rosto, um porte distinto. Eles são os seus meios naturais que dificilmente poderão ser alterados.

"O ator como todo artista, deve explorar suas próprias limitações e saber onde deve deter-se."

Cada ator deve dominar com seus meios naturais, ampliar os seus recursos e desenvolvê-los. A voz e os movimentos corporais exigem treinamento.

A interpretação é uma linguagem teatral que precisa ser aprendida. Sem técnica o ator desconhecerá os recursos do ritmo, a significação do andamento, a significação da voz para obtenção de seus objetivos; não poderá reconhecer de terminados efeitos quando chega a alcançá-los, nem preservar os mesmos o que é mais expressivo para repeti-lo quando necessário - É pelo caminho da técnica que o ator alcança todo o espírito, variedade e profundidade de estilo.

Por intermédio da técnica é que ele estabelece o delineamento firme que separa sua criação da realidade e a eleva até a arte.

Sem técnica, por mais excepcionais que sejam suas qualidades individuais, o ator não tem uma linguagem com a qual ele possa falar. Por intermédio da técnica ele aprende a usar seu instrumento de expressão; por intermédio do trabalho técnico ele desenvolve uma disciplina que o ajuda a esclarecer suas idéias que, por sua vez, são desenvolvidas por esta pesquisa no sentido da firma técnica correta. Se o cultivo da técnica auxilia o ator a usar seu instrumento de expressão, um cultivo geral, uma cultura de pensamento, arte e vivência, auxiliará sua idéia criadora.

O conhecimento de outras artes alimenta e propicia as concepções que terá em sua própria arte; e as qualidades técnicas de uma arte podem ser transferidas para outra.

Concordamos então com Hebert Read quando diz: "Para compreender inteiramente uma arte deve-se compreender todas as artes."

Então Bujvalde conclui: "É difícil determinar em uma última análise onde termina a técnica e onde começa o talento criador."

O entrelaçamento de ambos é total. Não existe solução de continuidade, um vazio ou um limite entre a técnica e o talento. Porém, "se tem confiança em sua técnica, o ator pode entregar-se inteiro a sua sensibilidade."

O talento e a fantasia caminham lado a lado. A intuição é uma condição real do artista.

Ninguém pode imaginar uma criação artística verdadeira sem a fantasia, sem esta capacidade de captar o inexistente misterioso e complexo que chamamos por vezes de "inspiração" - É esta técnica que permitirá que a inspiração passe a realização sem perda de tempo, sem solução de continuidade, sem quebra de harmonia. É esta que Grotovski pretende "o ator como se não tivesse corpo.".

Neste processo de criação, o ator quase que se coloca fora de si mesmo, por assim dizer, e passa a se considerar como que um instrumento e "simultâneamente fazer o oposto, o que vale dizer: viver o papel."

O ator cria, harmoniza sua própria personalidade, inclinações e hábitos com as condições do personagem que vai interpretar.

Para Tyronne Guthrie, os melhores atores pertencem geralmente ao tipo intuitivo que ao intelectual.

Colaborou: Teatro Evangélico

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

TEATROS DO MUNDO

Teatro Mogontiacensium


Durante todo o Império Romano banhos termais e anfiteatros podiam ser encontrados até mesmo nas menores cidades. Mainz, cidade da Alemanha também conhecida como Mogontiacum, não foi exceção. Na verdade, o palco e o auditório do Teatro Mogontiacensium foram os maiores em qualquer lugar ao norte dos Alpes.

As proporções gigantescas do teatro foram: O palco medindo 42 metros - 136, 5 - pés de largura e o auditório 116 metros - 377 - pés de largura (Equivalente a um campo e meio de futebol).

O teatro só foi descoberto pela primeira vez no início do secúlo 20 abaixo do Citadel no Mainz-Sul da Estação Ferroviária. As dimensões do teatro, com base no tamanho das vigias, de suporte da estrutura, permitiu aos engenheiros, que diminuissem a surpreendente estrutura do Teatro Mogontiacensium.

Este teatro era destinado a pompa, em vez de comédias leves, musicais e espetáculos frívolos. Hoje, o Teatro Mogontiacensium é aberto para espetáculos, exposições e feiras de cultura.

Nome do Teatro: Teatro Mogontiacensium
Localização: Mainz - Alemanha


Teatro Romano de Djémila


Djémila, a bela em árabe, localiza-se na wilaya de Setif na Argélia e é considerada desde 1982 pela UNESCO como patrimônio da humanidade. Situada a 900m acima do nível do mar, Djémila (ou Cuicul) é um exemplo importantíssimo do urbanismo romano adaptado a um lugar montanhoso.

Djémila foi fundada provavelmente no breve reinado de Neiva, entre 96 e 98 d. C. Segundo a própria UNESCO, é um dos conjuntos de ruínas romanas mais bonitos do mundo.

Nome do Teatro: Teatro romano de Djémila
Localização: Setif - Argélia


Teatro Romano de Guelma


Em Guelma na Argélia o teatro romano local foi reconstituído por Joly. O teatro histórico chama a atenção de muitos arqueólogos e turistas de diferentes partes do mundo. O Teatro se tornou um marco na história do Império Romano por sua belissima obra arquitetônica.

Nome do Teatro: Teatro romano de Guelma
Loclização: Guelma - Argélia


Teatro Romano de Khamissa


Khamissa, antiga Thubursicum Numidarum foi uma cidade romana na Argélia fundada por Trajano Imperador em torno de 100 d. C. O teatro romano ainda recebe espetáculos, festivais e é patrimônio local.

Nome do Teatro: Teatro romano de Khamissa
Localização: Khamissa - Argélia


Teatro Romano de Timgad


Timgad é um patrimônio mundial da UNESCO e está situado na província da Batna, Argélia.

A cidade também foi fundada pelo imperador Trajano em torno de 100 d. C. Timgad teve uma existência pacífica nos primeiros cem anos e se tornou um centro de atividade cristã a partir do século III, e um centro Donatist no século IV. No século V, a cidade foi saqueada pelos vândalos, antes de cair em declínio. Em 535 d. C. o general bizantino Salomão fundou a cidade e a possuiu. No século seguinte, a cidade foi brevemente reprovada como uma cidade essencialmente cristã antes de ser invadida por berberes no século VII e ser abandonada.

A cidade desapareceu da história até a sua escavação em 1881.

O Teatro Romano de Timgad foi utilizado durante muitos anos como receptor de espetáculos de todo o Mediterrâneo. O teatro está em boas condições e atualmente, é usado para apresentações de produções teatrais contemporâneas.

Nome de Teatro: Teatro Romano de Timgad
Localização: Timgad - Argélia

Colaboraram: Wikipédia, Landeshauptstadt Mainz, andreas-praefcke (Ancient Greek and Roman Theatres), answers.com/topic/timgad